Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Bob Marley celebrado em Lisboa com Johnny Osbourne e Mad Professor

O 74.º aniversário de Bob Marley, nome maior da música reggae que morreu em 1981, aos 36 anos, é celebrado no sábado em Lisboa com atuações de, entre outros, Johnny Osbourne e Mad Professor.

Bob Marley celebrado em Lisboa com Johnny Osbourne e Mad Professor

Bob Marley nasceu na Jamaica faz hoje 74 anos. O aniversário será celebrado no sábado no Estúdio Time Out, no Mercado da Ribeira, com "uma noite cheia de 'good vibes' com alguns nomes incontornáveis do cenário Reggae internacional e nacional", como anunciou a organização.

Para "celebrar e homenagear o Reggae, a vida e obra de Bob Marley", a promotora Taking Over Productions, junta na mesma noite o jamaicano Johnny Osbourne e a Homegrown Band, o britânico Mad Professor acompanhado pela cabo-verdiana Nish Wadada, e a banda portuguesa Terra Livre.

"O lendário Johnny Osbourne é sem dúvida um dos cantores jamaicanos mais conhecidos e ecléticos, viajando desde o Roots Reggae ao Dancehall passando pelo Rub a Dub. Um verdadeiro representante da musicalidade da ilha das Caraíbas", refere o comunicado de divulgação da iniciativa.

Mad Professor, "outra lenda e referência internacional do Dub", já fez parcerias com nomes como Lee Perry, Max Romeo, Massive Attack ou Beastie Boys. Em Lisboa estará acompanhado pela "diva cabo-verdiana do reggae", Nish Wadada.

Os Terra Livre irão fazer "um tributo muito especial a Bob Marley". "Além de tocar temas originais, o coletivo vai convidar alguns nomes sonantes do panorama musical português e dos PALOP para fazerem a sua homenagem ao rei do reggae", refere a promotora.

No comunicado, a Taking Over Productions recorda que a música reggae, que surgiu na Jamaica no final dos anos 1960, a partir do ska e do rocksteady, e tem Bob Marley como 'rei', foi recentemente inscrita na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO.

Ao inscrever o reggae na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade, em novembro do ano passado, a UNESCO destacou "a contribuição" desta música para a consciência internacional "sobre questões de injustiça, resistência, amor e humanidade".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório