Meteorologia

  • 19 ABRIL 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 18º

Edição

Exposição 'Murro no estômago' aborda o efeito intrusivo da obra de arte

A exposição 'Murro no estômago' vai abordar o conceito de rutura e o efeito intrusivo da obra de arte através de trabalhos de seis artistas plásticos, a partir de quinta-feira na Galeria da Boavista, em Lisboa.

Exposição 'Murro no estômago' aborda o efeito intrusivo da obra de arte
Notícias ao Minuto

18:35 - 04/02/19 por Lusa

Cultura Lisboa

De acordo com a organização, a mostra, com curadoria de Ana Cristina Cachola reúne obras de Ana Cristina Cachola, e os artistas Ana Rebordão, António Neves Nobre, Carla Filipe, Igor Jesus, Pedro Barateiro e Salomé Lamas.

Segundo um texto da curadora, "se fosse necessário escolher uma palavra para descrever quando uma obra de arte dá um murro no estômago, essa palavra seria rutura".

"A rutura derivada desse murro no estômago acontece quando uma obra invade o sujeito e o confunde pela resistência simbólica a essa invasão: é esta intromissão na subjetividade que provoca uma espécie de momento traumático, ou seja, uma experiência indizível, visceral, muitas vezes pré-cognitiva", descreve Ana Cristina Cachola.

É esse efeito intrusivo da obra de arte no espectador, "essa interpelação agressiva e inesperada, que se reconhece nos trabalhos apresentados" nesta exposição, acrescenta.

A Galeria da Boavista, uma das cinco galerias municipais tuteladas pela Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), é um espaço vocacionado para exposições concebidas por jovens curadores ou para a mostra de artistas emergentes.

'Murro no Estômago' é inaugurada na quinta-feira, às 18h00, na Galeria Boavista, onde ficará patente até 21 de abril de 2019.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório