Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Terminada reedição integral da obra de José Saramago

A reedição de toda a obra de José Saramago (1922-2010) fica completa na quinta-feira, com a publicação de 'O ano de 1993' e 'O conto da ilha desconhecida', anunciou hoje a Porto Editora.

Terminada reedição integral da obra de José Saramago
Notícias ao Minuto

21:00 - 13/11/18 por Lusa

Cultura Escritor

A reedição da obra foi iniciada em 2014, data em que os livros do escritor, Nobel da Literatura em 1998, passaram a ser publicados pela Porto Editora, com um novo 'design', que aposta nos títulos das obras impressos nas capas, com caligrafias de diferentes personalidades da área cultural da lusofonia, como Chico Buarque, a quem coube 'Ensaio sobre a cegueira', Mia Couto, 'Levantado do chão', ou Lídia Jorge, 'O Homem duplicado'.

A capa da reedição de 'O ano de 1993' conta com a colaboração caligráfica de José Manuel Mendes, e, a de 'O Conto da ilha desconhecida', de António Mega Ferreira.

'O ano de 1993', originalmente editado em 1975, é constituído por "pequenas histórias a formarem uma só. Una e intacta. Poesia a lançar já pontes para a ficção. Sem rima, fraseada, falando do futuro da própria escrita do autor. Poemas de alerta, mas de esperança, também, apesar do desespero que reside no seu fundo ainda lírico e iniciático", descreve o comunicado da editora.

"Um livro de poesia em prosa onde Saramago manifesta as suas inquietações relativamente ao destino do Homem contemporâneo", escreve a Porto Editora.

'O conto da ilha desconhecida', editado originalmente em 1993, é "uma história de otimismo e perseverança na concretização dos sonhos, protagonizada por um homem que procura um barco para navegar até uma ilha que ninguém sabe existir", segundo a mesma fonte.

A Porto Editora além da reedição dos mais de 40 títulos de José Saramago - que completaria 96 anos na próxima sexta-feira -, editou, em outubro último, o inédito 'Último caderno de Lanzarote -- O caderno do ano no Nobel', e tinha já publicado o romance inédito 'Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas'.

José Saramago nasceu em 1922, na aldeia de Azinhaga, no Ribatejo, e é, até à atualidade, o único escritor de Língua Portuguesa distinguido com um Prémio Nobel, atribuído há precisamente 20 anos.

Autor traduzido em todo o mundo, recebeu em 1995 o Prémio Camões, e, segundo o seu biógrafo, Joaquim Vieira, autor da obra 'José Saramago: rota de vida' - que é apresentada hoje em Lisboa -, o criador de 'Memorial do convento' conquistou por mérito próprio "um estatuto de primordial relevo", na cultura em língua portuguesa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório