Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 13º

Edição

Dezasseis autores portugueses nos semifinalistas do Prémio Oceanos

Dezasseis escritores portugueses estão entre os 60 semifinalistas do Prémio Oceanos, que depois da extinção do Prémio Portugal Telecom distingue anualmente as melhores obras publicadas em língua portuguesa.

Dezasseis autores portugueses nos semifinalistas do Prémio Oceanos
Notícias ao Minuto

21:35 - 16/08/18 por Lusa

Cultura Galardão

Na seleção encontram-se os autores portugueses Patrícia Reis com o romance 'A construção do vazio', Luís Quintais com o livro de poesia 'A noite imóvel', Frederico Pedreira com o livro de poesia 'A noite inteira', Luís Osório com o romance 'A queda de um homem', Júlio Henriques com o livro de contos 'Alucinar o estrume', H. G. Cancela com o romance 'As pessoas do drama' e Rui Nunes com o romance 'Baixo contínuo'.

Na lista estão ainda António Oliveira e Castro com o romance 'Coleccionadores de sonhos', António Carlos Cortez com o livro de poesia 'Corvos cobras chacais', David Machado com o romance 'Debaixo da pele', Bruno Vieira Amaral com o romance 'Hoje estarás comigo no paraíso' e Nuno Júdice com o livro de poesia 'O mito de Europa'.

Os autores João Pinto Coelho com o romance 'Os loucos da rua Mazur', Sandro William Junqueira com o romance 'Quando as girafas baixam o pescoço', A. M. Pires Cabral com o livro de contos 'Singularidades' e José Tolentino Mendonça com o livro de poesia 'Teoria da fronteira' são os outros semifinalistas de Portugal.

De Moçambique concorrem Rogério Manjate, com 'Cicatriz encarnada', Luis Carlos Patraquim, com 'Música extensa' e 'O Deus restante', Gisela Gracias Ramos Rosa, com 'O livro das mãos', e Mbate Pedro, com 'Vácuos'.

De Cabo Verde surge Jorge Carlos Fonseca, com 'O albergue espanhol'.

Nesta edição, o prémio Oceanos teve um número recorde de africanos entre os semifinalistas, com oito obras publicadas por sete escritores nascidos em países diferentes da África.

Os organizadores do concurso destacaram que há pela primeira vez um autor do Timor-Leste - o romancista Luís Cardoso - e três semifinalistas nascidos em países em que o português não é a língua oficial: a romena formada em Lisboa Golgona Anghel, o galego Alfonso Pexegueiro e a suíça Prisca Agustoni, que leciona em Minas Gerais, no Brasil. Os restantes semifinalistas são todos brasileiros e incluem nomes como Manoel Herzog, Sérgio Sant'Anna e Paula Gianninni.

Em 2018, obras de diferentes géneros concorrem entre si pelos quatro lugares no 'pódio', que correspondem a um valor total de 230 mil reais (51,9 mil euros), valor dividido em 100 mil reais (22,5 mil euros) para o primeiro colocado, 60 mil reais (13,5 mil euros) para o segundo, 40 mil reais (nove mil euros), para o terceiro, e 30 mil reais (6,7 mil euros), para o quarto.

Na semifinal, caberá ao júri intermediário selecionar dez dos semifinalistas a partir dos quais serão escolhidos, pelo júri final, os vencedores de 2018.

Os vencedores deverão ser anunciados no dia 29 de novembro, num local ainda a ser divulgado.

Nesta edição do Prémio Oceanos participaram 346 diferentes editoras, que inscreveram os 1.364 livros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório