Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2018
Tempo
27º
MIN 24º MÁX 29º

Edição

Maior teatro musical de rua do país celebra Mosteiro de Santa Clara

O maior espetáculo de teatro musical de rua do país, que se realiza em Vila do Conde, vai este ano celebrar os sete séculos de história do Mosteiro de Santa Clara, o ex-libris do património do concelho.

Maior teatro musical de rua do país celebra Mosteiro de Santa Clara
Notícias ao Minuto

23:00 - 13/08/18 por Lusa

Cultura Vila do Conde

Nesta sua quarta edição, o 'Um Porto para o Mundo' tem com título 'Janelas da Alma', retratando as histórias das freiras clarissas do Mosteiro de Santa Clara, desde a altura da fundação do convento, até aos anos da guerra civil portuguesa.

"É um espetáculo que fala de pessoas que seriam anónimas, mas que fizeram história acontecer. A história é feita através do povo, que é quem realmente faz engrenagem dos acontecimentos rodar", contou Amauri Alves, o criador e encenador do espetáculo.

Anónimos são também os elementos que dão corpo ao ?Um Porto para o Mundo", uma vez que elenco de 400 pessoas é composto por atores amadores, na sua grande maioria naturais do concelho vila-condense.

"O espetáculo voltou a crescer, o que certamente vai trazer mais emoção para o público. Envolve muita gente que tem vontade de existir e de fazer parte da história de Vila do Conde", completou o encenador.

Essa involvência da população no evento deixa a presidente da Câmara Municipal local, Elisa Ferraz, "muito emocionada", lembrando que este é "um espetáculo inclusivo".

"Sentir a força e o interesse que este espetáculo desperta na nossa cidade, por ser algo único no país, e pelo facto dos atores serem membros da nossa comunidade, alguns deles portadores de deficiência, é algo muito emocionante", disse autarca local.

Cada sessão do espetáculo, que se realiza na zona ribeirinha da cidade, junto à réplica da nau quinhentista, tem capacidade para ser assistida por 5200 pessoas, mas os bilhetes para os quatro dias - 17, 18, 19 e 20 de agosto - esgotaram em menos de cinco horas.

A organização decidiu promover mais um dia de espetáculo, a 21 de agosto, sendo que os bilhetes, com um valor de 5 euros, serão esta terça feira colocados à venda.

"No atual local [na zona ribeirinha da cidade], já atingimos o limite físico em termos de acolhimento de público. Agora depende da Câmara Municipal [promotora do espetáculo], o rumo seguinte a dar a este ?Um Porto para o Mundo'", vincou o encenador Amauri Alves.

Sobre este ponto, a presidente da autarquia vila-condense explicou que não é viável realizar mais datas "uma vez que o elenco é quase todo amador, e também tem direito a gozar férias", e mostrou relutância em mudar o local.

"Temos pensado muito nisso, mas há uma mística ligada a este espaço à beira rio que o torna único. É algo que tem estado em cima da mesa, mas é difícil encontrar um local com este enquadramento", reconheceu a Elisa Ferraz.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório