Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 16º

Edição

Rádio multada por passar o êxito 'This is Nigeria'

A comissão de censura nigeriana considerou a letra da música de Falz "indecente e vulgar". A versão cover de 'This is America' de Childish Gambino já conta com 13 milhões de visualizações no YouTube.

Rádio multada por passar o êxito 'This is Nigeria'
Notícias ao Minuto

08:54 - 11/08/18 por Fábio Nunes 

Cultura Música

Foi um dos momentos que agitaram o panorama musical este ano. Quando o vídeo da música ‘This is America’ de Childish Gambino foi lançado tornou-se num êxito imediato. Não só pela qualidade da música, mas acima de tudo pela letra que não deixou de lado alguns dos principais problemas na sociedade norte-americana, desde logo realçando a questão da facilidade da circulação de armas e dos consequentes tiroteios mas também fazendo referência à violência policial tendo como alvo as minorias étnicas.

Não é por isso de estranhar que Falz, um rapper nigeriano, tenha decidido fazer uma cover desta música apropriadamente intitulada ‘This is Nigeria’. A sonoridade é idêntica e a letra também evoca os problemas sociais, e não só, da Nigéria. Aborda a crise dos opióides que o país enfrenta, as mais de 100 raparigas Chibok que continuam desaparecidas depois de terem sido raptadas pelo Boko Haram e a escalada no conflito agrícola, que opõe pastores nómadas a agricultores.

Tal como também acontece no vídeo da versão original, o videoclip da cover também é um desfile de imagens alusivas aos versos cantados por Falz e está repleto de mensagens escondidas. A música tornou-se um êxito no país africano e o vídeo no YouTube já tem 13 milhões de visualizações.

Mas uma rádio nigeriana que tem passado a música foi multada pela Comissão de Transmissão Nacional, de acordo com a CNN. Numa carta enviada à rádio, a comissão de censura justifica a multa com a letra “indecente e vulgar”.

É por situações destas que muitos cantores nigerianos evitam o comentário político nas letras das suas músicas. O receio de serem perseguidos pelo governo e pela elite do país fala mais alto. Mas Falz não está disposto a recuar.

“Não estou satisfeito que a Comissão de Transmissão Nacional esteja a impedir as pessoas de ouvirem estas mensagens poderosas que têm de ser ouvidas. Eu não vou ceder e é por isso que o meu próximo álbum é importante. Há muita coisa que está a acontecer que tem de ser falada, embora muitas pessoas não queiram ouvir a verdade”, disse Falz.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório