Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Curtas portuguesas premiadas no Festival Ibérico de Cinema de Badajoz

Duas curtas-metragens portuguesas foram premiadas no 24.º Festival Ibérico de Cinema de Badajoz (Espanha), tendo 'A Sonolenta' vencido o galardão de Melhor Música Original e 'Coup de Grâce' conquistado o de Melhor Fotografia, foi hoje revelado.

Curtas portuguesas premiadas no Festival Ibérico de Cinema de Badajoz
Notícias ao Minuto

13:30 - 23/07/18 por Lusa

Cultura Distinção

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a organização do 24.º Festival Ibérico de Cinema (FIC) de Badajoz indicou que o Prémio Onofre para a Melhor Música Original foi atribuído a Eduardo Raon, por 'A Sonolenta', filme realizado por Marta Monteiro.

Já Rui Xavier venceu o Prémio AEC de Melhor Fotografia pelo seu trabalho na curta-metragem 'Coup de Grâce', da realizadora Salomé Lamas.

Os galardões da edição deste ano do FIC foram entregues no sábado à noite, no Teatro López de Ayala, em Badajoz, na cerimónia de encerramento do certame, que tinha começado no dia 16 deste mês.

Um total de quatro curtas-metragens portuguesas esteve em competição neste 24.º FIC de Badajoz, pois, além de 'A Sonolenta' e 'Coup de Grâce', também 'Tocadora', de Joana Imaginário, e 'Thursday Night', de Gonçalo Almeida, integraram a representação lusa.

A secção oficial do evento, explicou à Lusa fonte da organização do FIC, antes do arranque, foi composta por "20 curtas-metragens", selecionadas "a partir das 400 que se apresentaram a concurso".

"Havia 23 curtas-metragens portuguesas que concorreram e, para a secção oficial, foram escolhidas estas quatro", acrescentou a mesma fonte.

As 20 curtas-metragens em competição na secção oficial foram projetadas em três sessões, entre quarta e sexta-feira da semana passada, no terraço do Teatro López de Ayala, em Badajoz, e nas Casas da Cultura de Olivença e San Vicente de Alcántara, outras duas localidades da Extremadura espanhola.

No certame, que é considerado "uma referência do cinema na Península Ibérica", segundo a delegação em Lisboa da Junta da Extremadura, o Prémio para a Melhor Curta-Metragem foi atribuído à película espanhola "Matria", de Álvaro Gago, que já tinha conquistado o Grande Prémio do Júri do Festival de Sundance, nos Estados Unidos da América, assim como outras distinções.

Além deste galardão e dos dois conquistados pelas curtas-metragens portuguesas, o festival distribuiu outros 10 prémios a curtas-metragens em competição.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório