Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Artéria estreia em Coimbra "declaração de amor" à Rua da Sofia

O primeiro espetáculo da Rede Artéria, que tem coordenação artística do Teatrão e académica do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, será "uma declaração de amor à Rua da Sofia", Coimbra, foi hoje anunciado.

Artéria estreia em Coimbra "declaração de amor" à Rua da Sofia
Notícias ao Minuto

22:00 - 18/06/18 por Lusa

Cultura Rede cultural

"A estreia do primeiro espetáculo da Rede Artéria - um projeto de intervenção sociocultural que articula produção de conhecimento científico, com participação da comunidade e criação artística - junta episódios e estilhaços das vidas, públicas e privadas, reais e imaginadas, que o património da Rua da Sofia e zona envolvente alberga, albergou ou poderá albergar", divulgaram hoje os coordenadores do projeto.

Intitulado "Sofia, Meu Amor!", o primeiro espetáculo da rede vai ser apresentado em Coimbra, em sessões únicas, nos dias 30 de junho (sábado, 18:00) e 01 de julho (domingo, 15:00 e 18:30). É uma criação da Trincheira Teatro, "apresentada em percurso na Rua da Sofia e zona envolvente, com entrada livre sujeita a reserva obrigatória, devido a limitações da lotação, para o número 919 612 123".

"Sofia, Meu Amor!" tem direção de Pedro Lamas e João Paiva, dramaturgia original de Jorge Palinhos, cenografia e figurinos de Filipa Malva. Aos atores da Trincheira juntam-se elementos das Classes de Teatro do Teatrão e do Curso de Artes do Espetáculo do Colégio São Teotónio.

Para além da apresentação em Coimbra, "Sofia, Meu Amor" será ainda apresentado em três localidades da Rede: na Guarda (Largo João de Deus, 07 de julho), Ourém (Vila Medieval, 15 de julho) e Belmonte (Rua 1.º de Maio, 22 de julho).

Cofinanciado pelo Centro 2020 - Programa Operacional Regional do Centro, o Artéria "vai criar e fazer circular espetáculos em oito concelhos da Região Centro - Belmonte, Coimbra, Figueira da Foz, Fundão, Guarda, Ourém, Tábua e Viseu".

A Rede junta artistas convidados a trabalhar nos contextos de cada um desses locais com os municípios, instituições académicas, agentes e estruturas sociais e culturais, garantem os coordenadores do projeto.

"Uma das formas de intervenção prevista, são projetos cujos epicentros são os centros urbanos de matriz histórica, determinados pela importância do património edificado que contêm e nos quais se cruzam várias dimensões temporais, nomeadamente a possibilidade de encontro da memória local com a necessidade de injetar modernidade no património e de o assumir e viver no tempo presente", explicam os responsáveis da rede.

Classificada pela UNESCO como Património Mundial no conjunto Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, a Rua da Sofia foi o espaço escolhido para a intervenção no concelho de Coimbra, "com o desafio de procurar uma nova relação entre os habitantes/utilizadores deste espaço e através da sua participação no Artéria procurar que ajam em sua defesa, o valorizem e com isso melhorem a relação de autoestima", explicam os coordenadores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório