Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

Prémios Tony distinguem musical sobre Médio Oriente e criticam Trump

O musical 'The Band's Visit', sobre um grupo musical egípcio que entra em Israel por erro, é o vencedor dos prémios Tony da Broadway, entregues em Nova Iorque, marcados pela declaração do ator Robert De Niro contra Trump.

Prémios Tony distinguem musical sobre Médio Oriente e criticam Trump
Notícias ao Minuto

14:30 - 11/06/18 por Lusa

Cultura Broadway

'The Band's Visit', de David Yazbek, conquistou dez dos 11 galardões para os quais estava nomeado, na 72.ª edição dos prémios Tony, que decorreu em Manhattan, na noite de domingo - madrugada de hoje, em Portugal.

Entre os prémios, 'The Band's Visit' recebeu o de melhor musical do ano, superando êxitos como 'Bob Esponja', 'Frozen', e tendo por perto apenas a produção de 'Harry Potter and The Cursed Child', que conseguiu seis Tonys, entre os quais a de melhor peça (texto).

A noite dos Tony - os chamados "Óscares da Broadway" -- ficou porém marcada por Robert De Niro, que afirmou em palco: "Vou dizer uma coisa: 'Fuck' Trump!", referindo-se ao Presidente norte-americano.

De Niro foi de imediato aplaudido pela plateia reunida no Radio City Music Hall, conseguindo a ovação da noite, segundo as agências de notícias.

Este momento foi, no entanto, cortado da transmissão televisiva da cerimónia, feita pela cadeia norte-americana CBS, com o desfasamento de alguns minutos, noticiou a France-Presse.

O protagonista de 'Taxi Driver' e 'Touro Enraivecido', que soma 74 anos, estava presente em palco para entregar o Tony de Carreira ao músico Bruce Springsteen.

'The Band's Visit', inspirada no filme homónimo do realizador israelita Eran Kolirin, narra a história de uma banda de músicos egípcios que, por erro, na viagem de regresso, aterra em Israel.

O protagonista, o ator de origem árabe Ari'el Stachel, distinguido pelo seu desempenho, declarou: "Os meus pais estão aqui esta noite. Evitei ir a muitas cerimónias como esta, durante anos, porque tentei não parecer oriundo do Médio Oriente".

Stachel confessou-se satisfeito com o prémio e com a possibilidade de uma peça como 'The Band's Visit' ter lugar na Broadway.

Além de Harry Potter, sobre o texto de J.K. Rowling, e do musical de David Yazbek, a outra produção vencedora foi "Anjos na América", que aborda a descoberta da sida, na comunidade nova-iorquina.

A peça conquistou três galardões, entre os quais o de melhor ator de drama, atribuído a Andrew Garfield.

"Vivemos um momento político em que a comunidade LGBTQ teve de encetar de novo a luta pelos seus direitos, com maior intensidade do que nos últimos 25 anos", disse Garfield, que definiu a obra que protagoniza como a "antítese" da política de Trump.

As críticas ao Presidente norte-americano contaram igualmente com a veterana britânica Glenda Jackson, distinguida como melhor atriz por 'Three Tall Women', que disse que a "América é sempre grande" e não precisa que lhe devolvam o esplendor, e Lindsay Mendez, melhor atriz secundária em musical, por 'Carousel', que destacou a sua origem mexicana.

Os atores Chita Rivera, oriunda de Porto Rico, e John Leguizamo, da Colômbia, também receberam um Tony de carreira.

A entrega dos prémios da Broadway homenageou ainda os alunos da escola de Parkland, na Florida, onde se verificou o tiroteio em fevereiro deste ano. Os estudantes participaram na cerimónia, cantando 'Seasons of Love', do musical 'Rent'.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório