Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2018
Tempo
27º
MIN 26º MÁX 27º

Edição

Festival de Música de Gaia arrancou hoje e prolonga-se até 14 de julho

A 25.ª edição do Festival Internacional de Música de Gaia (FIMG) arranca hoje com uma ópera para crianças em dois atos, somando-se mais de uma dezena de concertos, num evento que se prolonga até 14 de julho.

Festival de Música de Gaia arrancou hoje e prolonga-se até 14 de julho
Notícias ao Minuto

19:58 - 09/06/18 por Lusa

Cultura FIMG

O FIMG é uma organização da Fundação Conservatório Regional de Gaia com o apoio da câmara de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, bem como da Direção Geral das Artes.

Esta noite, pelas 21:00, o auditório municipal recebe a ópera "Brundibar" de Hans Krása, interpretada pelo Estúdio de Ópera do Conservatório Superior de Música de Gaia.

De acordo com uma nota da organização, trata-se de uma ópera de Hans Krása com texto de Adolf Hoffmeister, composta em 1938 para um concurso governamental, tendo a versão cénica estreado em 1942 no campo de concentração de Terezin.

"A bondade vence a maldade" é a mensagem deste espetáculo que depois se repete domingo pelas 17:30.

O festival prossegue com sessões em vários locais do concelho de Gaia desde a Casa Museu Teixeira Lopes à Igreja de Mafamude, passando pelo Mosteiro de Grijó ou pelo Cine-Teatro Eduardo Brazão.

De acordo com a organização, o FIMG tem como objetivo "contribuir para a valorização da agenda cultural de Vila Nova de Gaia e constituir-se como roteiro para a fruição de obras paradigmáticas da História da Música Ocidental".

Já a câmara de Gaia escreve que "está no seu ADN levar a Grande Música à comunidade", descrevendo o programa do 25.º FIMG como eclético.

"Tal como nas edições anteriores, trata-se de uma oportunidade imperdível de ouvir alguns dos maiores intérpretes do nosso tempo", refere-se numa nota da câmara, destacando a soprano Elisabete Matos, que atua no concerto de encerramento, ou o pianista libanês Abdel Rahman El Bacha, que se apresenta a 07 do próximo mês.

O FIMG inclui ainda atuações da Orquestra de Câmara da Galiza e do Coro Madrigal (Roménia), entre outros.

"A programação, fiel aos princípios que presidiram à sua criação, propõe de novo aos seus ouvintes um repertório abrangente, variado em estilos e géneros dado, com execuções musicais realizadas por intérpretes qualificados, entre eles alguns do maior relevo no panorama musical contemporâneo", lê-se no convite para este festival.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório