Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2018
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 22º

Edição

Prémio Camões: Costa realça "merecida atribuição" a Germano Almeida

O primeiro-ministro português, António Costa, congratulou hoje o escritor cabo-verdiano Germano Almeida pela "merecida atribuição do Prémio Camões 2018".

Prémio Camões: Costa realça "merecida atribuição" a Germano Almeida
Notícias ao Minuto

20:48 - 21/05/18 por Lusa

Cultura Literatura

Numa mensagem na rede social Twitter, além de felicitar o escritor, António Costa recordou que o Prémio Camões é "a mais importante consagração literária dessa língua universal que é o português".

Germano Almeida, advogado e escritor, nascido na ilha da Boavista em 1945, foi distinguido hoje por unanimidade com o Prémio Camões, a mais importante distinção da Língua Portuguesa e que tem um valor monetário de cem mil euros.

É o segundo autor da literatura cabo-verdiana a ser distinguido, depois de o galardão ter sido atribuído em 2009 ao poeta Arménio Vieira.

Germano Almeida é autor de obras como "O dia das calças roladas", "O testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo", "A família trago", "A ilha fantástica" e "Os dois irmãos". Está traduzido em países como Itália, França, Alemanha, Suécia, Noruega e Dinamarca.

O mais recente romance de Germano Almeida, "O fiel defunto", sairá nos próximos dias no mercado português pela Editorial Caminho.

O Prémio Camões foi instituído por Portugal e pelo Brasil em 1988 e no ano seguinte distinguiu o escritor português Miguel Torga.

O júri desta 30.ª edição do Prémio Camões foi composto por Maria João Reynaud (Portugal), Manuel Frias Martins (Portugal), Leyla Perrone-Moisés (Brasil), José Luís Jobim (Brasil), Ana Paula Tavares (Angola) e José Luís Tavares (Cabo Verde).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório