Meteorologia

  • 17 JULHO 2018
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 22º

Edição

Festival Fazer a Festa com "novo formato" de teatro para a infância

O 37.º festival Fazer a Festa começa no dia 29, na Maia, com "um novo formato" centrado no teatro para a infância e como "fórum de reflexão" sobre o setor, revelou hoje o diretor artístico do Teatro Art'Imagem.

Festival Fazer a Festa com "novo formato" de teatro para a infância
Notícias ao Minuto

19:26 - 17/05/18 por Lusa

Cultura Maia

"Desde 2002, quando perdemos o apoio da Câmara do Porto, tentámos reerguer o antigo figurino, de um grande festival internacional, mas os dinheiros foram sempre uma dificuldade. Para o festival não perder importância, resolvemos desviar a importância para outros lugares, voltando ao início, porque foi o teatro infantil que esteve na origem do evento", explicou à Lusa o diretor artístico, José Leitão.

Neste "novo figurino" que vai estar em palco até 5 de junho na Quinta da Caverneira, a companhia quer ainda transformar o festival num "encontro de criadores e centro de reflexão", com a perspetiva de, "no próximo ano, Fazer a Festa também no Porto", disse o diretor da companhia, revelando a intenção de "desbloquear" o diálogo com a autarquia portuense.

"Para o ano faremos também o festival no Porto. Este ano não houve tempo para o organizar dessa maneira. Mas somos a quarta companhia mais antiga do Porto. A nossa sede social ainda é no Porto. O nosso coração e cérebro estão na Maia, e temos com a câmara um protocolo de serviços que é fundamental, mas o Porto é a nossa casa", esclareceu o diretor artístico da companhia organizadora do Fazer a Festa.

Por agora, a Festa começa às 16:00 de dia 29 e prolonga-se por oito dias, com "nove sessões de seis companhias", portuguesas e galegas, a exposição "Aprender, Fazendo", sobre o teatro para a infância e juventude na década de 80, uma homenagem a Roberto Merino e vários debates.

"Não vai ser um festival para grandes públicos, mas é o figurino mais apropriado para os dinheiros que temos e para o que queremos fazer", destacou José Leitão.

De acordo com o diretor, "o festival andou a tentar sobreviver como festival internacional, mas em condições muito limitadas".

Segundo o diretor, com o novo formato, a intenção é explorar "novas maneiras de fazer teatro para a infância e juventude" e tornar também o festival "num encontro de criadores e numa reflexão sobre o teatro", também com o público -- para tal, no fim de cada espetáculo está prevista uma conversa com a assistência.

José Leitão assinala a preocupação de ter sempre "espetáculos à noite para que os pais possam acompanhar as crianças ao teatro".

"Isso é fundamental. Para além das sessões escolares, é importante que os pais acompanhem as crianças. Até porque um bom espetáculo para crianças é, habitualmente, um bom espetáculo para adultos", afirmou.

Segundo José Leitão, o Fazer a Festa perdeu em 2002 o apoio de cerca de "20 mil euros" que recebia da Câmara do Porto, então liderada pelo social-democrata Rui Rio, mas com o atual executivo liderado pelo independente Rui Moreira "as coisas nunca correram muito bem".

"Continuamos sem qualquer contacto e temos de desbloquear esta não conversa com a Câmara do Porto. Vamos pedir reuniões", esclareceu.

Questionado sobre os apoios da Direção-Geral das Artes (DGArtes), José Leitão indicou que o Teatro Art'Imagem teve este ano "um aumento substancial" que vai vigorar por quatro anos, no âmbito do programa de apoio sustentado.

O financiamento atribuído à companhia pela DGArtes é de 190 mil euros para 2018 (e 211 mil por ano entre 2019 e 2021), mas o Fazer a Festa é apenas uma parte da programação do Art'Imagem, recebendo por isso uma verba de cerca de "20 a 30 mil euros", explicou o diretor.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.