Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º
Imobiliário Habitação Norte. Financiamento do PRR cria mai...

Norte. Financiamento do PRR cria mais de 6.400 camas para universitários

A região Norte vai contar com mais 4.440 novas camas e 2.012 reabilitadas em residências universitárias, fruto de candidaturas em 17 municípios ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que representam um financiamento superior a 164,4 milhões de euros.

Norte. Financiamento do PRR cria mais de 6.400 camas para universitários
Notícias ao Minuto

17:04 - 02/12/22 por Lusa

Casa PRR

De acordo com a lista de projetos financiados pelos PRR, disponível no 'site' do Programa Nacional para o Alojamento do Ensino Superior e analisada hoje pela Lusa, foram aprovadas 41 candidaturas ao PRR em 17 municípios da região Norte que integram valências de Ensino Superior, entre politécnicos e universidades.

As candidaturas representam, em conjunto, um financiamento superior a 164,4 milhões de euros, que vai permitir criar mais 6.452 camas, 4.440 das quais serão camas novas e 2.012 reabilitadas.

O concelho do Porto reúne o maior número de candidaturas (sete da Universidade do Porto, duas do Instituto Politécnico do Porto e uma do município), bem como o maior financiamento, que se estima em 33,2 milhões de euros para a criação de mais 1.510 camas.

No distrito do Porto vão ser ainda criadas camas em residências universitárias nos municípios de Vila do Conde, Felgueiras, Penafiel e Póvoa do Varzim.

Em Vila do Conde, o PRR vai financiar com mais de 5,6 milhões de euros a criação de 174 novas camas pelo Instituto Politécnico do Porto, instituição que também viu aprovada uma candidatura para criar mais 40 novas camas em Felgueiras, fruto de um financiamento de 1,3 milhões de euros do PRR.

Já em Penafiel e na Póvoa do Varzim, duas candidaturas submetidas pelos respetivos municípios de um milhão de euros e 359 mil euros, respetivamente, vão criar 32 e 11 novas camas.

Ao Porto, segue-se o município de Aveiro, onde foram aprovadas seis candidaturas (cinco da Universidade de Aveiro e uma da MoviJovem), que representam um financiamento superior a 19,8 milhões de euros e vão permitir criar 1.016 camas, 424 das quais novas e 592 reabilitadas.

No distrito de Aveiro foram também aprovadas duas candidaturas, uma da Cruz Vermelha Portuguesa e outra da Universidade de Aveiro, para a criação de 92 novas camas no concelho de Oliveira de Azeméis, fruto de um financiamento superior a três milhões de euros.

No concelho de Braga, um projeto submetido pelo município vai permitir a construção de 786 novas camas, resultante de um financiamento superior a 25,6 milhões de euros.

Por sua vez, no distrito de Braga foram ainda aprovadas candidaturas para a criação de novas camas em Vila Nova de Famalicão, Barcelos e Guimarães.

Guimarães vai contar com mais 327 camas, resultado da aprovação de um projeto do município e outro da Universidade do Minho, que totalizam mais de 10,6 milhões de euros.

Em Famalicão, o PRR vai permitir a criação de mais 91 novas camas com a atribuição de um financiamento superior a 2,9 milhões de euros à autarquia, e em Barcelos, a criação de 238 novas camas com a atribuição de um financiamento superior a 7,7 milhões de euros a dois projetos do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, e a um da Santa Casa da Misericórdia.

No concelho de Viana do Castelo, as duas candidaturas do Instituto Politécnico de Viana do Castelo vão permitir criar mais 530 camas (400 das quais novas e 130 reabilitadas) fruto de um financiamento superior a 14,3 milhões de euros.

No distrito de Viana do Castelo vão ser ainda criadas 21 novas camas pelo município de Melgaço, resultado de um financiamento de 685 mil euros, e 56 novas camas pelo município de Valença, que viu aprovado um projeto que ascende a 1,8 milhões de euros.

Já em Vila Real foram aprovadas cinco candidaturas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) que, em conjunto, equivalem a mais de 24,3 milhões de euros e 1.146 camas, 567 das quais novas e 579 reabilitadas.

Por sua vez, o concelho de Bragança contará com mais 200 camas no decorrer da aprovação e financiamento em 6,5 milhões de euros do projeto submetido pelo Instituto Politécnico de Bragança.

O distrito de Bragança contará também com 182 novas camas, em resultado de um projeto submetido pelo Instituto Politécnico de Bragança e cujo financiamento ascende a mais de 5,9 milhões de euros.

De acordo com a lista de projetos financiados pelos PRR, disponível no 'site' do Programa Nacional para o Alojamento do Ensino Superior e analisada hoje pela Lusa, foram aprovadas 41 candidaturas ao PRR em 17 municípios da região Norte que integram valências de Ensino Superior, entre politécnicos e universidades.

Leia Também: Linha Rosa? Metro do Porto já formalizou "aceleração da empreitada"

Campo obrigatório