Meteorologia

  • 19 MAIO 2022
Tempo
28º
MIN 14º MÁX 29º
Lar Conselhos Combater pequenos incêndios em casa?...

Combater pequenos incêndios em casa? Siga os conselhos da DECO

Fique a par de algumas medidas que pode tomar para controlar a situação em caso de incêndio enquanto espera pelo auxílio dos serviços de socorro.

Combater pequenos incêndios em casa? Siga os conselhos da DECO

A verdade é que há pequenos descuidos em casa que podem gerar incêndios de grandes dimensões, como uma vela que pega fogo a um tecido, um curto-circuito no sistema elétrico ou uma frigideira com óleo a ferver. Com isso em mente, a DECO enumerou algumas medidas que pode tomar para controlar a situação em caso de incêndio enquanto espera pelo auxílio dos serviços de socorro. Ora veja.

Incêndios com óleos ou gorduras

Em primeiro lugar, saiba que não deve deitar água para cima de uma fritadeira ou frigideira a arder, deverá antes abafar as chamas com uma tampa, um pano húmido ou cobertor antifogo. Isto porque a água está interdita no caso de incêndios com substâncias gordas, como solventes, gasolina ou óleo combustível, explica a defesa do consumidor.

Para não se queimar, arranje uma manta húmida e enrole as bordas em volta das mãos e antes que perca o controlo do fogo, avise os bombeiros através do número de emergência 112.

Incêndios provocados por curto-circuito

Se a causa do fogo for um aparelho elétrico, comece por cortar a eletricidade. Mas se o motivo for algum aparelho que funcione a gás, corte o gás antes de tomar outras medidas. Além disso, não deve utilizar água, já que esta implica um risco de eletrocussão, salienta a DECO.

De realçar que para incêndios deste tipo, é aconselhado o uso de um extintor. Regra geral, para utilizar um extintor, este deve ser orientado para a base das chamas e não para o alto.

Detetores de fumos para uma resposta rápida

No entanto, para se sentir mais seguro em casa, pode instalar detetores de fumos, sugere a DECO. Isto porque, como se sabe, estes aparelhos detetam a presença de fogos, emitem um alerta e "permitem-lhe combatê-los atempadamente ou fugir."

Pode optar por colocar detetores de fumos em cada divisão ou em apenas numa divisão central, sendo que "o melhor sítio é o corredor ou a zona da escada." Já nas habitações com vários andares, o melhor é colocar um detetor em cada andar. 

Por outro lado, há locais onde não deve colocar detetores de fumos, como na casa de banho e a cozinha, uma vez que o funcionamento do detetor pode ser alterado pelo grau de humidade, locais com muito pó, porque o risco de falso alarme é elevado.

Faz ainda sobressair a DECO que também não deverá colocar detetores perto de ventoinhas e exaustores, uma vez que as correntes de ar afetam o funcionamento dos detetores, ou na garagem, devido aos gases de escape.

Leia Também: Pedrógão: Decisão sobre reconstrução das casas conhecida na segunda-feira

Campo obrigatório