Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2022
Tempo
13º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Finanças IMI Simulador: Como saber se pode poupar...

Simulador: Como saber se pode poupar no IMI a pagar no próximo ano

Caso se confirme que está a pagar Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a mais, deverá pedir uma nova avaliação da sua casa às Finanças, até ao final deste ano.

Simulador: Como saber se pode poupar no IMI a pagar no próximo ano

O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) é uma taxa cobrada todos os anos, pelas Câmaras Municipais, aos proprietários de imóveis situados em Portugal. Contudo, o valor varia de caso para caso. A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) disponibiliza um simulador - ao qual pode aceder aqui - que indica se pode poupar no IMI a pagar em 2022. Isto porque só a simulação do valor justo de IMI pode revelar se há margem para poupar no próximo ano, explica a DECO.

De acordo com a defesa do consumidor, caso se confirme que está a pagar IMI a mais, deverá pedir uma nova avaliação da sua casa às Finanças, até ao final deste ano, de forma a poder poupar no IMI a pagar no próximo ano.

Para isso, explica a DECO, deverá apresentar nas Finanças o modelo 1 do IMI preenchido para que os serviços tenham de efetuar nova avaliação do imóvel. Note que o pedido é gratuito e pode ser submetido através do portal das Finanças.  

Faz sobressair a DECO que os pedidos apresentados, durante este ano, apenas terão efeitos no cálculo do imposto a pagar no próximo ano. Assim, quer tenha apresentado o pedido no início deste ano ou ainda o venha a fazer até ao dia 31 de dezembro, o cálculo apenas muda em 2022 e nos anos seguintes, saliente-se.

Porque só alguns poupam?

De realçar que o valor patrimonial tributário dos imóveis é atualizado automaticamente pelas Finanças a cada três anos, com base nos coeficientes de desvalorização da moeda, o que aumenta o valor das casas. No entanto, esta revisão não abrange a idade e a localização do imóvel, por exemplo, que podem baixar o valor da casa, enfatiza a DECO.

Por isso, se houver poupança possível, vale a pena pedir às Finanças uma nova avaliação da casa. Não sendo possível obter poupança, não faça o pedido, pois este poderá ditar uma subida do imposto a pagar, alerta a defesa do consumidor.

Contudo, só é possível pedir novas avaliações de três em três anos. Logo, se já o fez em 2019 ou 2020, só poderá voltar a submeter novo pedido em 2022 ou 2023.

Leia Também: Não pagou a última prestação do IMI? Saiba o que ainda pode fazer

Campo obrigatório