Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2022
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Mercado Agentes Espanha. Emprego no imobiliário cres...

Espanha. Emprego no imobiliário cresceu 4,1% em novembro

Em novembro, verificou-se 1,41 milhões de trabalhadores no setor imobiliário a contribuir para a Segurança Social. O ramo da construção especializada observou um aumento de 3,1% no número de trabalhadores. Já as atividades imobiliárias, o número de associados também subiu 5,2%.

Espanha. Emprego no imobiliário cresceu 4,1% em novembro

O imobiliário está a ganhar força no mercado de trabalho em Espanha. Em novembro, verificou-se 1,41 milhões de trabalhadores no setor imobiliário a contribuir para a Segurança Social, mais 4,1% do que em igual período do ano passado, segundo dados hoje divulgados pelo Ministério da Inclusão, Migrações e Segurança Social.

De acordo com os mesmos dados, a que o Ejeprime teve acesso, este é o maior número de profissionais desde o início da pandemia e representa uma recuperação na percentagem, que nos últimos três meses se manteve na ordem dos 3,6%. 

Em números absolutos, o mês de novembro totalizou mais 55.042 filiais face ao período homólogo. Em termos mensais, o setor adicionou 8.945 trabalhadores, o que equivale a um aumento de 0,6%. 

Quanto às atividades de construção especializada, o aumento do número de associados foi de 3,1%, passando de 746.874 trabalhadores em novembro de 2020 para 770.341 profissionais que contribuíram no mesmo período deste ano.

Por seu turno, entre os profissionais em atividades imobiliárias, o número de associados também aumentou 5,2%. O segmento soma assim mais 7.431 profissionais face ao mesmo período do ano anterior, passando para 150.512 trabalhadores.

Faz ainda sobressair o jornal que, por segmentos, a construção de edifícios foi o setor que registou um maior aumento no número de filiais, como aconteceu em outubro. A atividade registou um aumento de 5,7% no número de trabalhadores face a novembro de 2020, com 491.497 filiados. 

Leia Também: Taxa de desemprego recua em outubro na zona euro e na UE

Campo obrigatório