Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 5º MÁX 15º

Edição

Finanças Investimentos De que forma os divórcios influencia...

De que forma os divórcios influenciam o mercado imobiliário?

"Uma elevada taxa de divórcio pode arrastar toda a economia de uma nação." Mas, quando se trata de imóveis, pode levar a um aumento da procura de habitação. Ora veja.

De que forma os divórcios influenciam o mercado imobiliário?

A verdade é que a pandemia aumentou o número de divórcio no mundo. “Uma elevada taxa de divórcio pode arrastar toda a economia de uma nação”, afirma John Plassard, especialista em investimentos na Mirabaud. Mas, quando se trata de imóveis, pode levar a um aumento da procura de habitação

Segundo a FundsPeople, a combinação de divórcio e venda de casas induzidas pela covid-19 levou pais divorciados a procurar casas mais pequenas e baratas. Mas de que forma os divórcios influenciam o mercado imobiliário?

Influência nas vendas

De acordo com a comunidade para os profissionais da gestão de ativos em Espanha, Portugal e Itália, as vendas de apartamentos aumentaram e a procura continuou a crescer. Entre as várias tipologias, os ativos mais pequenos estão entre os mais procurados, uma vez que o inventário é baixo.

Efeito sobre o arrendamento

Embora os arrendamentos de curto prazo, como é o caso da plataforma Airbnb, tenham sido uma tendência, muitas destas propriedades regressaram ao mercado de arrendamento de longo prazo, nas áreas envolventes das grandes cidades. 

Desenvolvimento habitacional

Para Plassard, as habitações de desenvolvimento de unidades planeadas (PUD)  tornam-se mais suscetíveis no mercado imobiliário, uma vez que os divórcios levam os pais solteiros a procurar o conforto que estes projetos oferecem.

“Menos complicadas do que a propriedade doméstica, mas ainda longe de uma situação de vida assistida, estas unidades podem fornecer uma ponte confortável para (quem quiser) viver mais confortavelmente e não ter de se preocupar com a manutenção”, explica.

Leia Também: Mercado imobiliário recupera crescimento em Portugal, revela consultora

Campo obrigatório