Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Imobiliário Construção Setor da construção acompanha evoluç...

Setor da construção acompanha evolução positiva do PIB nacional

No terceiro trimestre de 2021, a estimativa rápida do PIB apontou para um crescimento de 4,2% em termos homólogos e de 2,9% face ao trimestre anterior. Deste modo, a evolução registada nos principais indicadores relativos à atividade do setor tem-se mantido positiva em todos os segmentos.

Setor da construção acompanha evolução positiva do PIB nacional

Entre julho e setembro de 2021, o setor da construção conseguiu acompanhar a evolução positiva do PIB nacional. De acordo com o relatório 'Conjuntura da Construção' de julho 2021, da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) e da Associação de Empresas de Construção e Obras Publicas e Serviços (AECOPS), enviado ao Notícias ao Minuto, a estimativa rápida do Produto Interno Bruto (PIB), relativa ao 3.º trimestre de 2021, apontou para um crescimento de 4,2% em termos homólogos e de 2,9% face ao trimestre anterior. Deste modo, a evolução registada nos principais indicadores relativos à atividade do setor tem-se mantido positiva em todos os segmentos.

Segundo a mesma nota, verificou-se que o consumo de cimento no mercado nacional atingiu 2.868 milhares de toneladas até ao final do mês de setembro de 2021, o que traduz um crescimento de 6,6%, face aos mesmos meses do ano anterior.

Já no que diz respeito às licenças de construção emitidas pelas autarquias, assistiu-se a um crescimento de 10,3%, em termos homólogos, influenciado pela construção nova, cujas licenças cresceram 12,4% face ao mesmo período de 2020, enquanto na reabilitação cresceu 4,6%.

De igual modo, no licenciamento habitacional apurou-se um aumento mais expressivo na construção nova do que na reabilitação, já que o número de alojamentos em construções novas licenciados cresceu 11,6%, enquanto as licenças emitidas para reabilitação de habitações subiram 1,7%, em termos homólogos, lê-se no relatório.

No que concerne ao novo crédito concedido a particulares para a compra de casa totalizou 9.826 milhões de euros até agosto, o que corresponde a uma subida de 37,9% em termos homólogos, referem as associações. Por sua vez, quanto aos valores de avaliação bancária na habitação, no mês de setembro, registou-se um crescimento de 9,6%, em termos homólogos, em resultado de variações de 11% nos apartamentos e de 4,7% nas moradias.

Faz ainda notar o mesmo relatório que no mercado das obras públicas, até ao final do terceiro trimestre de 2021, os concursos de empreitadas abertos registaram uma queda de 16,6%, totalizando 3.142 milhões de euros.

No entanto, o volume de contratos de empreitadas de obras públicas celebrado e registado no Portal Base nos primeiros nove meses de 2021, registou um aumento de 30,5%2 para 2.817 milhões de euros, mantendo-se uma evolução positiva face ao apurado em igual período de 2020.

Leia Também: Construção. Saxun aposta na tecnologia e lança mais de 150 arquivos BIM

Campo obrigatório