Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 6º MÁX 18º

Edição

Imobiliário Escritórios Suíços da Leonteq escolhem a cidade ...

Suíços da Leonteq escolhem a cidade de Lisboa para abrir novo escritório

Esta estreia em Portugal irá ocupar um total de 1.300 metros quadrados, distribuídos por três pisos. A CBRE foi a responsável pela colocação da fintech suíça de produtos de investimento estruturados no Edifício Castilho 2.

Suíços da Leonteq escolhem a cidade de Lisboa para abrir novo escritório

A Leonteq, fintech suíça de produtos de investimento estruturados, escolheu a cidade de Lisboa para abrir novo escritório. Segundo nota enviada às redações, esta estreia em Portugal irá ocupar um total de 1300 metros quadrados, distribuídos por três pisos. A consultora imobiliária CBRE foi responsável pela colocação da Leonteq no Edifício Castilho 2, propriedade da Ageas Portugal, situado na Rua Castilho, no coração da capital. 

"A nossa extensão para Lisboa foi um passo natural na estratégia de crescimento e estamos entusiasmados por termos encontrado uma localização tão privilegiada no coração de Lisboa", começa por revelar Fabian Muff,Head of Operational Management and Controlling e Co-manager da operação em Portugal.

Segundo a avança nota enviada às redações, a abertura deste novo escritório é um dos passos da empresa no sentido de alavancar o crescimento e desenvolvimento do seu negócio.

Para André Almada, Diretor de Offices da CBRE Portugal, "o nosso país reforça cada vez mais a sua atratividade em termos de investimento, bem como a capacidade de gerar talento no setor das tecnologias, o que se tem tornado um fator determinante no momento de tomada de decisão das empresas."

O talento local, o fuso horário, a qualidade de vida e a estabilidade política foram alguns dos fatores que motivaram a escolha da cidade portuguesa e a ambição da empresa passa por chegar brevemente aos 100 colaboradores em diferentes funções da cadeia de valor da fintech neste novo escritório, lê-se no documento.

"Para a Leonteq, a localização era um aspeto fundamental, pelo que a Rua Castilho acaba por ser uma escolha muito interessante do ponto de vista da centralidade, uma vez que se situa em plena zona prime da capital e oferece diversas ammenities que certamente irão elevar o lifestyle da equipa que ali trabalhará”, acrescenta André Almada.

Leia Também: Teletrabalho ou de regresso ao escritório? CBRE aconselha as empresas

Campo obrigatório