Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Edição

Imobiliário Construção EUA: Confiança dos construtores cai ...

EUA: Confiança dos construtores cai à medida que custos sobem

O aumento dos custos da construção nos EUA estão a começar a corroer sua confiança dos profissionais do setor. Embora os preços da madeira tenham caído mais de 50% no mercado, os lucros ainda não chegaram aos construtores, remodeladores ou consumidores.

EUA: Confiança dos construtores cai à medida que custos sobem

Os construtores de casas dos EUA continuam entusiasmados com a alta procura de compradores de habitação, mas o aumento dos custos de construção estão a começar a corroer sua confiança. De acordo com a CNBC, que avança com a notícia, um relatório da Associação Nacional de Construtores de Casas divulga que a confiança dos profissionais deste setor caiu para 80 pontos, em julho. 

Ainda assim, este valor traduz um aumento face ao período homólogo, sendo que, em julho de 2020, foram registados 72 pontos. O mesmo índice verificou em novembro do ano passado um recorde de 90 pontos. Note que acima dos 50 pontos é considerado 'positivo', segundo a CNBC.

"Os construtores continuam a lidar com preços elevados de materiais de construção e escassez de oferta", afirma o presidente da NAHB, Chuck Fowke, um construtor de Tampa, na Florida.

Embora os preços da madeira tenham caído mais de 50% no mercado, os lucros ainda não chegaram aos construtores, remodeladores ou consumidores. Segundo a CNBC, são os problemas de oferta de materiais, bem como o baixo stock, que estão a manter os preços elevados.

"Os construtores estão a enfrentar uma escassez de materiais de construção, lotes construíveis e mão-de-obra qualificada, bem como um ambiente regulatório desafiador. Isso está a pressionar a subida dos preços das casas e a deixar de lado os potenciais compradores de casas, mesmo que a procura permaneça forte num ambiente de baixo stock", revelou Robert Dietz, economista-chefe do NAHB, à CNBC.

Por regiões, o sentimento dos construtores no Nordeste caiu 4 pontos para 75. Já no Centro Oeste, desceu 1 ponto para 71 e baixou 2 pontos para 87 no Oeste. O sentimento dos construtores no Sul manteve-se estável em 85, revela a CNBC, de acordo com o relatório da Associação Nacional de Construtores de Casas.

Leia Também: EUA recomendam aos cidadãos que evitem viagens para o Reino Unido

Campo obrigatório