Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Imobiliário Arrendamento Preço das casas para arrendar em Esp...

Preço das casas para arrendar em Espanha cai 5,6% em abril

Valores das habitações para arrendamento diminuíram em abril 5,6% em termos homólogos. Por comunidades, oito apresentam dados mensais negativos no quarto mês do ano, sendo Madrid, Andaluzia e Navarra as regiões a registar as maiores quedas.

Preço das casas para arrendar em Espanha cai 5,6% em abril

O preço das habitações para arrendamento diminuiu em abril 0,5% na sua variação mensal e 5,6% em termos homólogos, sendo este o terceiro decréscimo consecutivo registado desde fevereiro de 2021 (1,7%). Assim, este valor fixou-se nos 10,40 euros por m2, avança o Observatorio Inmobiliário, jornal espanhol especializado no setor imobiliário, de acordo com os dados do Fotocasa Real Estate Index.

"O mercado de arrendamento, pelo terceiro mês consecutivo, os dados mostram quedas muito significativas coincidindo com as comunidades como Madrid, Barcelona e as Ilhas Baleares. Se olharmos para as capitais provinciais, detetamos as quedas mais acentuadas dos últimos seis anos ”, analisa María Matos, Diretora de Estudos e porta-voz do portal imobiliário.

Acrescenta ainda a responsável que "vemos aumentos mensais em algumas cidades. Isso pode ser devido ao fato de os preços máximos ainda não terem sido atingidos nessas áreas e à gradual reativação do mercado devido ao êxodo das grandes cidade."

Por comunidades autónomas, refere o jornal espanhol, oito apresentam dados mensais negativos no quarto mês do ano. Neste sentido, Madrid, Andaluzia e Navarra apresentam um decréscimo de 0,7% cada, sendo as regiões com menor queda de preços. A registar quebras estão também a Comunidade Valenciana (0,6%), as Ilhas Canárias (0,4%), Extremadura (0,4%), Aragão (0,2%) e o País Basco (0,2%).

Em sentido contrário, o preço da habitação aumentou mensalmente nas comunidades de Región de Murcia (1,6%), Cantabria (1,1%), Baleares (0,8%), La Rioja (0,7%), Castilla y León (0,5%), Castilla -La Mancha (0,5%), Astúrias (0,4%), Catalunha (0,1%) e Galiza (0,1%).

Nos territórios mais caros para arrendar uma casa, Madrid e Catalunha lideram o ranking, atingindo preços mensais de 13,81 euros por m2 e 13,80 euros por m2, respetivamente.

Ambas as autonomias estão à frente do País Basco (13,10 euros por m2), das Ilhas Baleares (11,33 euros por m2) e de Navarra (10,13 euros por m2). No fundo deste parâmetro encontram-se a Região de Múrcia, com 7,08 euros por m2; Castela-La Mancha, com 5,95 euros por m2; e Extremadura, com 5,32 euros por m2.

Em relação às províncias, o preço do arrendamento, subiu em 24 das 47 analisadas (51%) pela Fotocasa.

Revela ainda o Observatorio Inmobiliario, de acordo com os mesmos dados, que aqueles com os maiores aumentos mensais são Huesca (4,7%), Araba - Álava (4,5%), Palencia (4,1%), Lleida (3,6%), Jaén (2,4%), León (1,7%), Huelva (1,7%) , Murcia (1,6%), Cádiz (1,5%) e Pontevedra (1,5%).

No outro extremo, Burgos (-3,3%), Guadalajara (-3,0%), Las Palmas (-1,7%), Girona (-1,7%), Almería (-1,5%), Lugo (-1,4%), Ourense ( -0,9%), Zamora (-0,7%), Madrid (-0,7%) e Navarra (-0,7%) são as dez províncias com as maiores quedas registadas.

Leia Também: Governo britânico desaconselha viagens não essenciais a Espanha 

Campo obrigatório