Meteorologia

  • 26 MAIO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 32º
Imobiliário Habitação Este ano, será melhor viajar ou comp...

Este ano, será melhor viajar ou comprar casa?

Portugal poderá só conseguir atingir a imunidade de grupo em setembro. Isso torna insegura qualquer viagem, mas apetecível a compra de casa, afirma a ENTREPORTAS Imobiliária. 

Este ano, será melhor viajar ou comprar casa?

Viajar, descobrir outras culturas, vivenciar novos países era um cenário possível de se fazer de forma mais segura, antes do surgimento da pandemia, que já dura há mais de 12 meses. A segurança e o conforto de estar em casa torna-se, assim, nesse sentido, mais aliciante e, por isso, adquirir casa própria é impagável, revela a ENTREPORTAS Imobiliária. 

Uma vez que, a imunidade de grupo poderá só ser atingida, em Portugal e na Europa, no final de setembro, não é líquido que possamos voltar a viajar este verão.

Se o fizermos, não só será de uma forma diferente daquela a que nos habituámos, como estará longe de ser 100% seguro. Assim, numa altura em que a possibilidade de viajar está diminuída, comprar casa pode mesmo ser a melhor maneira de preparar a próxima viagem, mas também um futuro melhor.

Ainda assim, de acordo com um inquérito realizado pela European Travel Commission (ETC), mais de metade (56%) dos estrangeiros declarou estar disposto a viajar de avião este verão, pode-se ler na página oficial. Enquanto, apenas 27% relutam em viajar nos próximos seis meses. No entanto, saliente-se que a qualquer momento, os voos podem ser cancelados ou adiados. 

Saliente-se ainda que o Portal das Comunidades Portuguesas colocou à disposição de todos as principais informações a reter nos vários países. Para obter as regras e restrições referentes a viagens, basta escolher a zona do mundo para onde pretende deslocar-se e, posteriormente, o país, tal como referiu a DECO, esta semana. 

A verdade é que o nosso país tem habitações, apartamentos e moradias, em localidades e com preços que noutros países seriam impensáveis, sustenta a ENTREPORTAS.

Se a tudo isto somarmos o facto de os juros continuarem baixos, tal como o Notícias ao Minuto noticiou, esta segunda-feira, sobre a taxa de juro nos créditos à habitação ter caído para 0,841%, em março, tocando, assim, em valores mais baixos de sempre, percebe-se que este ano é mais viável adquirir um imóvel que ir viajar.

Leia Também: Onde consigo comprar casa em Lisboa com 200 mil euros?

Campo obrigatório