Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Erros de Evans e Neuville entregam vitória no Rali da Croácia a Ogier

O francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris) venceu hoje o Rali da Croácia, quarta prova do mundial (WRC), ao aproveitar da melhor forma os erros cometidos pelo belga Thierry Neuville (Hyundai i20) e o britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris).

Erros de Evans e Neuville entregam vitória no Rali da Croácia a Ogier
Notícias ao Minuto

14:34 - 21/04/24 por Lusa

Auto Croácia

Ogier concluiu as 20 especiais com o tempo de 2:24.23,6 horas, deixando na segunda posição Elfyn Evans, a 9,7 segundos, com Neuville em terceiro, a 45,8.

Esta foi a 59.ª vitória de Ogier no Mundial de Ralis e o 100.º pódio da carreira do francês.

"É um bom número. Estou feliz, claro. O mais importante é voltar a casa com uma vitória. É um grande número para nós. É bom ver que ainda temos alguma velocidade", comentou Ogier.

O triunfo do oito vezes campeão mundial parecia tudo menos provável ao início da manhã de hoje, pois o piloto gaulês partia na terceira posição, com um atraso de 11,6 segundos para Neuville, que liderava.

A distância manteve-se após a primeira especial do dia, mas, na segunda, aconteceu o 'golpe de teatro' que baralhou as contas da prova croata.

Numa zona mais estreita, Elfyn Evans bateu no morro que ladeava a estrada e fez um pião, perdendo segundos preciosos na luta pela vitória.

Logo a seguir, foi a vez de Neuville cometer erro idêntico, ao deixar o carro passar por uma zona de relva ao lado do asfalto e escorregar para fora de estrada, perdendo ainda mais tempo e até a asa traseira do seu Hyundai.

O comando ficou, assim, entregue a Ogier, que não desperdiçou a oferta. Neuville, que ficou a 10,2, nunca mais conseguiu atacar os primeiros lugares devido aos danos no seu carro.

O belga atribuiu o erro a "uma nota que entrou tarde", por parte do navegador Martijn Wydaeghe, apesar de isso não ter ficado percetível nas imagens de dentro do carro.

"Pilotos e co-pilotos cometem erros, mas é frustrante", sublinhou.

Neuville nem sequer conseguiu ficar entre os cinco mais rápidos na power stage final, falhando os pontos extra atribuídos na última especial, que foi conquistada, pela primeira vez, pelo francês Adrien Fourmaux (Ford Puma), na frente de Ott Tänak (Hyundai i20) e Ogier.

O japonês Takamoto Katsuta (Toyota Yaris) foi o mais rápido no 'super-domingo', uma nova ronda de pontuação estreada esta temporada. O japonês bateu Tänak por 1,8 segundos nas quatro especiais do dia, com Ogier em terceiro, a 7,1.

Evans foi o quinto e somou três pontos extra e Neuville sétimo, marcando ainda um ponto.

Desta forma, o vencedor da prova, Ogier, foi quem mais pontos somou para o campeonato (21), enquanto os segundo e terceiro classificados, Evans e Neuville, respetivamente, ficaram com 19 cada. Tänak, quarto classificado na prova croata, somou 20.

Neuville segue, assim, na liderança, com 86 pontos, mais seis do que Evans, que tem 80. Fourmaux é o terceiro, com 59. Entre os construtores, lidera a Toyota, com 176, contra os 169 da Hyundai.

O Rali de Portugal é a ronda seguinte, de 09 a 12 de maio.

Leia Também: Rali de Portugal: Todos os números da edição de 2024

Recomendados para si

;

Gosta de automóveis? Toda a informação num clique

Seja a Gasolina, diesel, elétricos, hidrogénio e dicas, acompanhe as mais recentes novidades sobre desporto motorizado

Obrigado por ter ativado as notificações de Auto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório