Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 14º

Um capotamento mudou a história da Mercedes-Benz. Aconteceu em 1997

ESP passou a ser equipamento de série nos Classe A em 1998.

Um capotamento mudou a história da Mercedes-Benz. Aconteceu em 1997
Notícias ao Minuto

13:24 - 27/10/22 por Notícias ao Minuto

Auto ESP

Decorria o dia de 21 de outubro de 1997, quando o agora famoso teste do alce mudou a história para a Mercedes-Benz.

O novo - na altura - Classe A (W 168) capotou num teste realizado pela revista Sueca “Teknikens Värld”. Desta forma, o modelo compacto e o designado teste do alce, apenas conhecido pelo público escandinavo naquele tempo, ajudou o Programa Eletrónico de Estabilidade (ESP) a alcançar um grande avanço.

Dois anos antes, em 1995, a Mercedes-Benz introduziu pela primeira vez o sistema de série a nível mundial no Classe S Coupé (C 140). Depois do acidente com o Classe A, a fabricante alemã reagiu imediatamente e atualizou com ESP todos os 18.000 automóveis já vendidos, sem custos para os proprietários. Depois, a partir de fevereiro de 1998, o sistema passou a integrar o equipamento de série no Classe A.

A Mercedes-Benz acabou por ser pioneira na indústria e todos os seus modelos foram equipados com ESP a partir de 1999. Esta tecnologia de segurança tornou-se num requisito legal para todos os novos registos automóveis na Europa, a partir de novembro de 2011.

De acordo com a marca alemã, o ESP é considerado como o sistema que abriu caminho para outros sistemas ativos de assistência à condução disponíveis atualmente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Gosta de automóveis? Toda a informação num clique

Seja a Gasolina, diesel, elétricos, hidrogénio e dicas, acompanhe as mais recentes novidades sobre desporto motorizado

Obrigado por ter ativado as notificações de Auto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório