Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

"Uma proposta de uma marca como a Porsche faz-nos parar e pensar"

Piloto português terá um novo (e importante) desafio em 2023 e falou sobre ele em entrevista ao Auto ao Minuto.

"Uma proposta de uma marca como a Porsche faz-nos parar e pensar"
Notícias ao Minuto

10:16 - 22/09/22 por Ruben Valente

Auto António Félix da Costa

Foi há cerca de um mês que António Félix da Costa foi apresentado oficialmente como novo piloto da Porsche. O campeão do mundo de 2020 da Fórmula E e vencedor de Le Mans 2022 em LMP2 terá um novo desafio na próxima temporada e nós quisemos saber quais as expectativas do piloto português.

Aos 31 anos, Félix da Costa vai ter pela frente um dos maiores desafios da sua carreira. A experiência confere-lhe já alguma confiança e, em entrevista ao Auto ao Minuto, não escondeu que a fasquia está elevada para o próximo ano. O ex-piloto da DS Techeetah confessou que quer lutar por mais títulos na Fórmula E, mas também no Mundial de Resistência... à geral.

Quando entendi o projeto deles para os próximos anos tanto na Fórmula E, como no LMDH e também F1, entendi que a Porsche está com toda a mesma força de sempre2023 vai ser um ano de novidades. Nova geração de carros na Fórmula E e nova equipa. Quais as tuas expectativas para a próxima temporada?

As minhas expectativas são altas. Representar uma marca como a Porsche é uma grande responsabilidade e estamos a trabalhar arduamente para começar a época fortes e na luta pelos lugares da frente. Já começámos os testes de desenvolvimento e, apesar de ainda ser prematuro, sente-se uma enorme motivação e energia de todos os engenheiros, mecânicos e staff da equipa.

Desde que momento é que a Porsche demonstrou interesse em ti e quais foram as principais razões que te levaram a escolher esta equipa?

Foram vários fatores, mas obviamente uma proposta de uma marca como a Porsche é algo que nos faz parar e pensar. Este namoro com eles começou há vários meses e felizmente quando entendi o projeto deles para os próximos anos tanto na Fórmula E, como no LMDH e também F1, entendi que a Porsche está com toda a mesma força de sempre para vencer em tudo o que se venha a meter.

Notícias ao Minuto Primeiro teste do monolugar de 2023 da Fórmula E, ainda sem a decoração oficial da Porsche

A Fórmula E tem sido pautada pelo equilíbrio entre equipas. Achas que nesta nova geração de monolugares esse equilíbrio vai manter-se?

Sim, penso que sim. O nível de equipas e de engenharia é muito alto. O facto de vermos tantos pilotos na luta pelas vitórias mostra isso mesmo. Claro que com o novo carro haverá inicialmente quem se destaque mais, mas depois as restantes equipas irão reagir e aproximar-se. Estou certo que esta nova geração de carros da Fórmula E vai oferecer corridas ainda mais espetaculares.

Costuma dizer-se no desporto motorizado que os companheiros de equipa são os primeiros rivais a terem de ser batidos. O que achas do Pascal Wherlein e como achas que vai ser a vossa relação no próximo ano?

Existe um respeito mútuo grande. O Pascal é um grande piloto, venceu o campeonato DTM, esteve na F1, e na Fórmula E é um dos pilotos mais respeitados do pelotão, daí a Porsche o ter ido buscar. Claro que cada um tem os seus objetivos pessoais, mas nesta fase estamos ambos a trabalhar na mesma direção, no desenvolvimento do novo carro, de forma a garantir que temos um carro competitivo, para ambos estarmos em condições de lutar por vitórias e títulos, tanto de pilotos como de marcas.

Notícias ao Minuto António Félix da Costa naquela que foi a sua última vitória, em Nova Iorque, pela DS Techeetah

A Porsche apresentou o seu hypercar recentemente para atacar Le Mans em 2023. Vais fazer parte desse projeto na Resistência?

Não posso ainda confirmar, nada está fechado, mas não escondo que o meu objetivo em 2023 é ter um programa duplo, campeonato do Mundo de Fórmula E e Mundial de resistência. Já ganhei Le Mans em LMP2, agora quero ganhar à geral.

Assinaste por três anos com a Porsche. O contrato termina em 2026, ano em que se dá a já confirmada entrada na Fórmula 1. Na altura do início dessa temporada terás 34 anos e sabemos que com essa idade já é difícil abrir uma porta na F1. No entanto, achas que por seres piloto de fábrica podes ter, eventualmente, uma pequena janela aberta por essa altura?

Não penso nisso, estou focado no presente e quero dar títulos à Porsche e fazer esta caminhada com o maior sucesso possível. Ainda falta para 2026 e não estou com a cabeça aí.

Notícias ao Minuto António Félix da Costa emocionado após a vitória em Le Mans no passado mês de junho

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Gosta de automóveis? Toda a informação num clique

Seja a Gasolina, diesel, elétricos, hidrogénio e dicas, acompanhe as mais recentes novidades sobre desporto motorizado

Obrigado por ter ativado as notificações de Auto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório