Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2022
Tempo
28º
MIN 19º MÁX 28º

Iberdrola e BP investem até 1000 milhões em carregamento para elétricos

Plano inclui a instalação e operação inicial de 5.000 pontos de carregamento público rápido e ultrarrápido até 2025 e até um total de 11.000 pontos até 2030

Iberdrola e BP investem até 1000 milhões em carregamento para elétricos

A Iberdrola e a BP anunciaram hoje uma parceria que prevê um investimento conjunto de até 1.000 milhões de euros em 11.000 pontos de carregamento de veículos elétricos e a produção de hidrogénio verde em Portugal e Espanha.

Em comunicado, a BP e a Iberdrola adiantam que "ambicionam finalizar ambos os acordos de 'joint venture' [parceria] até ao final de 2022", estando o acordo ainda "sujeito às necessárias autorizações regulatórias".

"O plano inclui a instalação e operação inicial de 5.000 pontos de carregamento público rápido e ultrarrápido até 2025 e até um total de 11.000 pontos até 2030 em Espanha e Portugal", avançam as empresas em comunicado, acrescentando que, para o alcançar, se "propõem incluir nesta 'joint venture' os seus atuais e futuros centros de carregamento rápido".

O objetivo é expandir "significativamente o acesso ao carregamento, quer para automóveis de passageiros, quer para frotas de veículos pesados e carrinhas, acelerando assim a mobilidade elétrica".

A Iberdrola e a BP diz estar "também a estudar o desenvolvimento de soluções conjuntas para servir os clientes de veículos elétricos no Reino Unido".

As companhias incluem ainda no seu plano "o desenvolvimento conjunto de projetos de hidrogénio verde em grande escala em Espanha, Portugal e Reino Unido, aberto a outras geografias", com o objetivo de atingir uma capacidade de produção de até 600.000 toneladas por ano, integrado com o desenvolvimento de nova capacidade de energia renovável.

O objetivo é "formar uma 'joint venture' para a produção integrada de hidrogénio verde em grande escala em Espanha, Portugal e Reino Unido, bem como a produção dos seus derivados, tais como o amoníaco verde e o metanol, com potencial para ser exportado para o Norte da Europa".

Segundo adiantam, "esta parceria estratégica combinará a experiência globalmente reconhecida da Iberdrola como líder no desenvolvimento de energias renováveis e na sua base de clientes regionais, com a experiência da bp no processamento e comercialização de gás e na sua carteira de clientes global".

O projeto de hidrogénio verde na refinaria da BP de Castellón (Espanha) fará parte do acordo, tendo a BP e a Iberdrola, juntamente com o Instituto Tecnológico da Energia, submetido o projeto de Castellón aos PERTES (Projetos Estratégicos para a Recuperação e Transformação Económica), promovido pelo Governo espanhol, relativo à cadeia de abastecimento de hidrogénio.

"Da mesma forma -- acrescentam - os projetos industriais em desenvolvimento da Iberdrola e da BP, bem como novos projetos, farão parte do acordo".

Com base nesta colaboração em Espanha, Portugal e Reino Unido, a Iberdrola e a BP dizem pretender "explorar potenciais oportunidades futuras para a produção de hidrogénio verde noutras geografias".

De acordo com as duas empresas, o objetivo do acordo estratégico de colaboração agora anunciado é "contribuir para a descarbonização dos setores dos transportes e da indústria", apoiando assim "a aceleração da transição energética em Espanha, Portugal e Reino Unido".

"Com este acordo, pretendemos ajudar a avançar na descarbonização e autossuficiência energética através da eletrificação de dois setores fundamentais da nossa economia, os transportes e a indústria", afirma o presidente da Iberdrola, citado no comunicado.

Segundo Ignacio Galán, "a dimensão deste desafio requer alianças entre empresas como a Iberdrola e a BP, que têm a tecnologia e conhecimento necessários para ajudar a acelerar o desenvolvimento industrial da Europa e gerar, ao mesmo tempo, bem-estar e novas oportunidades para todos através de energias limpas".

Por sua vez, o presidente executivo (CEO) do grupo BP, Bernard Looney, sustenta: "O desenvolvimento de soluções energéticas com baixo teor de carbono que os nossos clientes procuram, exige a integração de diferentes tecnologias, capacidades e formas de energia e podemos consegui-lo mais rapidamente e em maior escala quando trabalhamos em parceria com outras empresas".

"Temos um grande respeito pela Iberdrola, que tem sido um dos primeiros líderes na transição energética, e estamos muito entusiasmados com o que podemos entregar juntos", acrescenta.

Com uma oferta de serviços de mobilidade abrangentes para cobrir as necessidades dos utilizadores de veículos elétricos, a Iberdrola reclama a liderança na infraestrutura pública de carregamento elétrico em Espanha e Portugal, com mais de 2.500 pontos de carregamento em funcionamento e outros em desenvolvimento, apostando em energias renováveis para descarbonizar o setor dos transportes.

A BP assume a "ambição de expandir rapidamente a sua rede de pontos de carregamento de veículos elétricos a nível global e continuar a investir em carregamentos rápidos e ultrarrápidos", detendo atualmente uma rede europeia com mais de 10.000 pontos de carregamento, principalmente no Reino Unido e Alemanha.

No âmbito da 'joint venture' agora anunciada, a BP prevê "utilizar parte da sua extensa rede de 1.300 postos de abastecimento em Espanha e Portugal como localizações para os centros de carregamento".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Gosta de automóveis? Toda a informação num clique

Seja a Gasolina, diesel, elétricos, hidrogénio e dicas, acompanhe as mais recentes novidades sobre desporto motorizado

Obrigado por ter ativado as notificações de Auto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório