Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2021
Tempo
24º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Houve 15 km/h a mais da Mercedes na Turquia. Red Bull... suspeita

A FIA rejeitou, no entanto, a necessidade de realizar qualquer investigação.

Houve 15 km/h a mais da Mercedes na Turquia. Red Bull... suspeita

Não foi a primeira vez que a Red Bull teceu comentários relativamente à aparente melhoria na velocidade de ponta dos Mercedes, mas esse tema ficou por demais evidente no Istambul Park, no Grande Prémio da Turquia, no passado domingo. Com a impossibilidade dos pilotos utilizarem o DRS, devido às más condições de pista, pudemos ver que a velocidade de ponta dos carros de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton parece mais elevada.

E sendo que neste momento do campeonato já não é permitido introduzir qualquer atualização nos motores, exceto por razões de fiabilidade ou redução de custos, a explicação poderá ser outra.

Segundo explica o portal Motor.es, a chave desta evolução no W12 da Mercedes pode estar no intercooler, uma vez que a equipa alemã pode estar a conseguir jogar com a temperatura do ar comprimido para ganhar 20 cv de potência.

"A velocidade de ponta em reta da Mercedes melhorou significativamente. Enquanto antes poderíamos igualá-los com asas mais pequenas, agora não é possível. O Lewis, em particular, tinha uma vantagem significativa em reta com um aileron traseiro maior. Temos que maximizar tudo aquilo que temos. E como disse, é surpreendente que tenham dado este passo com a unidade de potência", afirmou Christian Horner, homem forte da Red Bull.

A FIA, no entanto, rejeitou a necessidade de levar a cabo uma investigação. Recorde-se que faltam seis Grandes Prémios para o final do Mundial de 2021.

Leia Também: Ocon fez o que não se fazia na F1 há 24 anos. E podia ter corrido mal...

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório