Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2022
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Fecho das fábricas da Ford no Brasil causará cinco mil desempregados

A decisão de fechar todas as fábricas no Brasil, anunciada pela fabricante de automóveis norte-americana Ford hoje, provocará a demissão de 5 mil trabalhadores no país, de acordo com estimativas da Bloomberg.

Fecho das fábricas da Ford no Brasil causará cinco mil desempregados
Notícias ao Minuto

21:42 - 11/01/21 por Lusa

Auto Ford

Em fevereiro de 2019, a Ford já havia fechado sua fábrica mais antiga no Brasil, que empregava mais de 3.000 pessoas no histórico pólo industrial de São Bernardo do Campo, próximo a São Paulo, como parte de um plano de reestruturação global.

Hoje a empresa anunciou num comunicado que encerrará a produção de veículos de todas as suas fábricas no Brasil em 2021 e deverá manter no país apenas um centro de desenvolvimento de produto, um campo de provas e a sua sede regional.

Deste modo, a Ford Brasil encerrará a produção nas fábricas de Camaçari, no estado da Bahia, a fábrica em Taubaté, no estado de São Paulo, e uma fábrica na cidade de Horizonte, no Ceará, durante este ano.

Os veículos da Ford já fabricados no Brasil serão vendidos até ao fim dos estoques. Na sequência, a empresa encerrará as vendas dos automóveis dos modelos EcoSport, Ford Ka e T4.

Veículos produzidos na Argentina e Uruguai devem atender clientes no mercado brasileiro, de acordo com a fabricante.

A empresa justificou que o fecho das fábricas ocorre "à medida em que a pandemia de covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas".

Jim Farley, presidente e CEO da Ford, afirmou, no mesmo comunicado divulgado no 'site' da empresa, saber que "essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável".

"Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global. Vamos também acelerar a disponibilidade dos benefícios trazidos pela conectividade, eletrificação e tecnologias autónomas", acrescentou.

O fabricante de automóveis norte-americano informou irá promover a colaboração dos sindicatos de trabalhadores e outros parceiros no desenvolvimento de um plano para minimizar os impactos do encerramento da produção.

"Trabalharemos intensamente com os sindicatos, nossos funcionários e outros parceiros para desenvolver medidas que ajudem a enfrentar o difícil impacto desse anúncio", salientou Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul e Grupo de Mercados Internacionais.

"Quero enfatizar que estamos comprometidos com a região para o longo prazo e continuaremos a oferecer aos nossos clientes ampla assistência e cobertura de vendas, serviços e garantia", concluiu.

A empresa destacou que o fecho das fábricas no Brasil terá impacto de aproximadamente 4,1 mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros) em despesas não recorrentes, incluindo cerca de 2,5 mil milhões de dólares (2 mil milhões de euros) em 2020 e 1,6 mil milhões de dólares (1,3 mil milhões de euros) em 2021.

Segundo a Ford, "aproximadamente 1,6 mil milhões de dólares será relacionado ao impacto" contabilístico "atribuído à baixa de créditos fiscais, depreciação acelerada e amortização de ativos fixos."

"Os valores remanescentes de aproximadamente 2,5 mil milhões de dólares impactarão diretamente o caixa [tesouraria] e estão, em sua maioria, relacionados a compensações, rescisões, acordos e outros pagamentos", concluiu a empresa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Gosta de automóveis? Toda a informação num clique

Seja a Gasolina, diesel, elétricos, hidrogénio e dicas, acompanhe as mais recentes novidades sobre desporto motorizado

Obrigado por ter ativado as notificações de Auto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório