Sonic Blast muda de localização após queixas de moradores de Moledo

O presidente da Câmara de Caminha disse hoje que as queixas da população de Moledo estão na origem da mudança de local do Sonic Blast e que na terça-feira haverá uma reunião para analisar um novo espaço para o festival.

© iStock

Cultura Festival 17/01/20 POR Lusa

Em declarações à agência Lusa, Miguel Alves adiantou ter recebido um abaixo-assinado de moradores de Moledo, lançado após à edição de 2019, queixando-se do "barulho e dos danos que o som excessivo causava nas habitações mais próximas do evento".

PUB

O autarca reconheceu a "dimensão e projeção interessante" que o festival de rock psicadélico e 'stoner rock' atingiu, adiantando que a nova localização deverá ficar resolvida na reunião que irá decorrer na Câmara de Caminha, no distrito de Viana do Castelo, na terça-feira, pelas 15:00.

Contactado pela Lusa, o presidente da Junta de Freguesia de Moledo, Joaquim Guardão, confirmou as reclamações dos moradores, adiantando que "as pessoas não estão contra o festival, mas contra o local onde decorre", em pleno centro da freguesia.

"Não têm descanso e, além de não dormirem antes, durante e depois de cada dia do festival [que decorre em agosto], queixam-se de que o som forte lhes provoca danos nas casas", referiu.

Joaquim Guardão explicou que "a Câmara de Caminha e a junta estão a desenvolver todos os esforços para encontrar um novo local, mais longe das casas, para instalar um festival muito importante para a freguesia e que, este ano, terá a sua décima edição".

"É uma mais-valia para Modelo e para Caminha. Não queremos que o festival saia do concelho. Acredito que da reunião da próxima terça-feira sairá fumo branco", afirmou o autarca.

Joaquim Guardão especificou que as últimas nove edições do festival decorreram "na Rua da Costa, próximo do edifício da junta de freguesia, no espaço de um parque infantil, bem no centro de Moledo".

O novo espaço em estudo "fica situado nas proximidades da antiga estrada velha", como é localmente conhecida, "mais distante do centro de Moledo, mas igualmente bem localizado".

A Lusa contactou o organizador do festival, Ricardo Rios, que se escusou a fazer comentários, remetendo uma posição sobre o assunto para um comunicado que irá emitir, sem, no entanto, especificar quando.

PARTILHE ESTA NOTÍCIA

RECOMENDADOS

Cultura Fotografia Há 11 Horas

Queda de avião na Etiópia e protestos nos finalistas do World Press Photo

Cultura Feira Há 6 Horas

Lisboa acolhe maior feira de miniaturas para casas de boneca

Cultura Vale do Tua Há 15 Horas

Onze mil pessoas passaram pelo Centro Interpretativo do Vale do Tua

Cultura Fantasporto Há 19 Horas

'Blade Runner' de Ridley Scott marca começo de 40.º Fantasporto

Cultura Amália Rodrigues Há 10 Horas

Contributo de Amália no cinema em exposição paralela à Berlinale

Cultura Teatro Há 5 Horas

Morte ficcionada de Raquel Castro estreia-se no Teatro S. Luiz