Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Português é a segunda língua mais usada para criar malware

A criação de códigos maliciosos é cada vez mais frequente, mas por vezes torna-se complicado perceber qual a sua origem. O fundador da Kaspersky Labs, Eugene Kaspersky, decidiu levantar um pouco o véu e revelou que o mandarim é a língua mais usada na criação de malwares, seguida do português e do espanhol, que ocupam o segundo posto, lê-se no site da revista Exame Informática.

Português é a segunda língua mais usada para criar malware
Notícias ao Minuto

12:18 - 13/11/13 por Notícias Ao Minuto 

Tech Informática

Durante uma conferência sobre segurança informativa, o fundador da Kaspersky Labs, Eugene Kaspersky, desvendou alguns segredos sobre os códigos maliciosos que afectam computadores e dispositivos móveis.

De acordo com o empresário, citado pela revista Exame Informática, a língua mais usada na criação de malwares é o mandarim, seguida do português e espanhol, que ocupam o segundo posto com uma pequena diferença entre ambos, e por fim o russo.

Embora a língua russa apareça em terceiro lugar, Kaspersky alerta para o perigo que os hackers da Rússia representam. “Os engenheiros russos de software são os melhores, tal como os engenheiros de malware russo são os melhores”, avisou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório