Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2017
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 19º

Edição

Português é a segunda língua mais usada para criar malware

A criação de códigos maliciosos é cada vez mais frequente, mas por vezes torna-se complicado perceber qual a sua origem. O fundador da Kaspersky Labs, Eugene Kaspersky, decidiu levantar um pouco o véu e revelou que o mandarim é a língua mais usada na criação de malwares, seguida do português e do espanhol, que ocupam o segundo posto, lê-se no site da revista Exame Informática.

Português é a segunda língua mais usada para criar malware
Notícias ao Minuto

12:18 - 13/11/13 por Notícias Ao Minuto

Tech Informática

Durante uma conferência sobre segurança informativa, o fundador da Kaspersky Labs, Eugene Kaspersky, desvendou alguns segredos sobre os códigos maliciosos que afectam computadores e dispositivos móveis.

De acordo com o empresário, citado pela revista Exame Informática, a língua mais usada na criação de malwares é o mandarim, seguida do português e espanhol, que ocupam o segundo posto com uma pequena diferença entre ambos, e por fim o russo.

Embora a língua russa apareça em terceiro lugar, Kaspersky alerta para o perigo que os hackers da Rússia representam. “Os engenheiros russos de software são os melhores, tal como os engenheiros de malware russo são os melhores”, avisou.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório