Meteorologia

  • 25 JUNHO 2017
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 21º

Edição

"O caso Selminho persegue Rui Moreira como uma sombra". Eis o que se diz

A poucos meses das eleições autárquicas surge uma polémica que está a ensombrar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto.

"O caso Selminho persegue Rui Moreira como uma sombra". Eis o que se diz
Notícias ao Minuto

11:00 - 19/05/17 por Carolina Rico

Política Polémica

Em 2001, um casal registou em seu nome um terreno que foi depois vendido à Selminho, a empresa da família de Rui Moreira. Acontece que, alegadamente, o terreno era municipal, pelo que pode estar em causa um acordo extrajudicial com a autarquia.

Se, tal como esta quinta-feira avançou o Público, uma parcela deste terreno é municipal, não admite a atribuição de direitos de construção à empresa.

No entanto, refere o mesmo jornal diário, a Câmara Municipal manteve esta informação "reservada ao gabinete da presidência e aos serviços jurídicos", facto que a Câmara negou, anunciando a decisão de interpor uma ação judicial para esclarecer tudo.

“O caso Selminho persegue Rui Moreira como uma sombra”, escreveu João Semedo no seu Facebook. E assim parece ser. Entre apoiantes e oposição, muitos já se manifestaram sobre o caso.

João Semedo pede que se "declarem nulos e sem efeito todos os atos e decisões tomadas no processo Selminho durante o mandato de Rui Moreira".

A concelhia do Porto do PSD acusa Rui Moreira de colocar os seus interesses à frente do município. Ou o autarca "defende intransigentemente o património municipal, como é a sua obrigação, ou pede a sua demissão imediata por não reunir condições éticas e políticas para exercer o cargo", afirmou Miguel Seabra

O também social-democrata Carlos Abreu Amorim falou sobre o caso na sua página de Facebook. Porque é que é que este caso veio agora 'ao de cima' após anos alegadamente escondido, questiona. "É simples: o PS já não está com Rui Moreira. E o mundo inteiro vai-lhe cair em cima em vez de o salvaguardar como até aqui. Porque quem manda, pode. Chama-se a isto "sinais exteriores de poder"...".

Em nome dos socialistas, mas também enquanto responsável pelo pelouro da Habitação na autarquia de Rui Moreira, Manuel Pizarro diz que "desconhecia" a informação de que é municipal uma parcela do terreno onde a Selminho quer construir.

"Vi hoje uma nova informação que eu desconhecia e é uma informação muito diferente [da que existia]", notou o vereador do PS que este mês anunciou ser o candidato socialista à Câmara do Porto.

Em defesa do presidente da câmara está o movimento independente 'Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido', que acusou os "adversários" de usarem "a lama, a difamação e a insídia" para "atingirem o bom nome e honra" do candidato.

Campo obrigatório