"A declaração de Temer foi o que se esperava de um golpista apanhado"

Fora Temer, podem deputados portugueses, após alegações de participação do presidente brasileiro em suborno.

© Global Imagens
Política Isabel Moreira

Michel Temer reiterou, esta quinta-feira, que não renunciará ao cargo de Presidente do Brasil, garantindo não ter “nada a esconder” e desmentindo qualquer envolvimento no caso de suborno a Eduardo Cunha.

PUB

A declaração do chefe de Estado brasileiro não surpreendeu Isabel Moreira, que usou a sua página no Facebook para solicitar a saída de Temer da presidência e se insurgir contra a mensagem que comunicou ao país.

“A declaração de Temer foi o que se esperava de um golpista apanhado. Deplorável. Continuamos contra tudo o que ele representa: as elites insatisfeitas com o golpe militar, com a democracia”, escreveu a deputada socialista, acrescentando: “Temer é o retrocesso a todos os níveis. É um ataque diário à democracia política e social brasileira. #foratemer”.

Na mesma rede social, também o bloquista José Soeiro escreveu “Fora Temer”, ao mesmo tempo que promoveu uma concentração marcada para 22 de maio, pedindo “eleições diretas já no Brasil”.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser