Meteorologia

  • 23 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Partidos 'unem-se' por reforço do ensino da língua gestual portuguesa

A Assembleia da República aprovou hoje por unanimidade uma deliberação para o reforço do ensino da língua gestual portuguesa e uma resolução do PS a recomendar ao Governo a criação do estatuto do estudante desportista.

Partidos 'unem-se' por reforço do ensino da língua gestual portuguesa
Notícias ao Minuto

14:16 - 21/04/17 por Lusa

Política Assembleia República

O texto final sobre língua gestual portuguesa que saiu da comissão parlamentar de Educação e Ciência resultou de uma síntese de oito diplomas diferentes: três da autoria do Bloco de Esquerda; os outros cinco do PCP, PS, CDS-PP, "Os Verdes" e PAN.

Em linhas gerais, o diploma final pede ao executivo que crie um grupo de recrutamento para docentes de língua gestual portuguesa e que esta área seja incluída no leque de atividades de enriquecimento curricular.

Recomenda-se também ao Governo a criação de uma bolsa de intérpretes da língua gestual, com a valorização desta profissão e medidas para escolas com maior qualidade para os alunos surdos.

Antes, passaram sem votos contra os diplomas do PS e do Bloco de Esquerda sobre a criação do estatuto de estudante desportista, com a resolução dos bloquistas (que teve a abstenção do PSD) a salientar a recomendação ao Governo no sentido de garantir nesta matéria um conjunto de direitos sociais e académicos.

Já sem consenso ficaram projetos de lei do PCP e do Bloco de Esquerda para extinguirem o regime fundacional no Ensino Superior.

PSD, PS e CDS-PP chumbaram o projeto da bancada comunista para revogar o regime fundacional e estabelecer "um modelo de gestão democrática das instituições públicas de Ensino Superior" - um diploma que teve a abstenção do PAN e os votos favoráveis do Bloco de Esquerda, PCP e PEV.

Sociais-democratas, socialistas e democratas-cristãos estiveram novamente juntos no chumbo do diploma do Bloco de Esquerda para a alteração do regime jurídico das instituições de Ensino Superior de forma a introduzir a paridade, "reforçando o funcionamento democrático das universidades e extinguindo o regime fundacional".

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório