Meteorologia

  • 18 FEVEREIRO 2018
Tempo
MIN 9º MÁX 9º

Edição

Bloco de Esquerda vai insistir na legalização da canábis

“Queremos que 2016 seja o ano da legalização”, diz o deputado Moisés Ferreira.

Bloco de Esquerda vai insistir na legalização da canábis
Notícias ao Minuto

14:59 - 29/12/15 por Notícias Ao Minuto

Política Drogas

Agora que tem um acordo assinado com o PS, o Bloco de Esquerda vai insistir na despenalização do consumo e plantação de canábis.

O que os bloquistas consideram é que a proposta para legalizar cultivo pessoal até dez plantas e posse de quantidades não podem exceder o consumo médio para 30 dias traz mais segurança e afasta as redes de tráfico.

“É um compromisso que temos. Queremos que 2016 seja o ano da legalização. Houve uma evolução dos outros partidos desde que apresentámos a primeira proposta. Na última votação o PS absteve-se e alguns deputados votaram a favor. Temos condições reforçadas para a aprovação e a melhoria da legislação atual. O PCP também tem feito uma evolução nesta questão”, disse ao Diário de Notícias o deputado Moisés Ferreira.

Durante a legislatura, o Bloco de Esquerda tenciona ainda apresentar uma proposta no sentido de criar salas de consumo assistido, por considerar que “é preciso garantir aos consumidores de drogas duras condições de higiene e de saúde pública e que os centros podem contribuir para a segurança e para a passagem à reabilitação”.

Na perspetiva do presidente do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), é preciso cautela para legalizar a canábis.

“Os países da América Latina que deram o salto têm um problema judicial com as redes de tráfico. Temos tempo para ver os resultados destes ensaios. No mínimo deveríamos esperar cinco anos”, entende João Goulão.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.