Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Mário Centeno. O homem de Harvard que nunca foi político

O “aluno brilhante” que passou por Harvard, desenvolveu um pensamento económico “de fusão” e pode vir a ser o próximo ministro das Finanças. Conheça o percurso de Mário Centeno.

Mário Centeno. O homem de Harvard que nunca foi político
Notícias ao Minuto

12:30 - 12/11/15 por Notícias Ao Minuto 

Política Perfil

Nasceu em Vila Real, há 48 anos. Segundo filho de uma funcionária dos CTT e de um bancário, Mário Centeno foi considerado um “aluno brilhante” desde o início do seu percurso escolar.

Mudou-se aos 15 anos para Lisboa, onde, com os três irmãos, continuaria os estudos. O curriculum e a licenciatura em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), concluída com 16 valores, valeram-lhe a entrada em Harvard.

Segundo a revista Visão, a prestigiada universidade norte-americana aceitou-o em 1995, depois de lhe atribuir um “percentil de 99%” ao avaliar a sua candidatura.

Regressou a Lisboa com a mulher e os três filhos em 2000, onde ingressou no Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal, tendo sido nomeado diretor-adjunto do departamento quatro anos depois, cargo que ocupou até ao final de 2013.

Desde o início de 2014 é consultor especial do conselho de administração do BdP, depois de ter concorrido ao cargo de diretor e não ter sido considerado.

É ainda professor no Instituto Superior de Economia e Gestão e na Universidade Nova de Lisboa.

Muitas vezes rotulado de “liberal”, Mário Centeno prefere dizer que tem um pensamento económico “de fusão" e que a única coisa que o define verdadeiramente é a família e o Benfica.

“Aprendemos mais a discutir com pessoas que têm propostas diferentes da nossa”, escreveu no prefácio da sua tese de doutoramento e pôs em prática nas últimas semanas, depois negociar com Bloco de Esquerda, PCP e PEV o cenário macroeconómico que coordenou para o PS.

Sem cargos políticos até aqui, Mário Centeno é agora um dos nomes fortes apontados para liderar a pasta das Finanças ou a do Emprego, num eventual governo liderado por António Costa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório