Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2018
Tempo
27º
MIN 26º MÁX 29º

Edição

"Felizmente Portugal não é a Grécia do Syriza"

O que assemelha, afinal, Grécia e Portugal. Para o eurodeputado centristaNuno Melo: pouco ou nada!

"Felizmente Portugal não é a Grécia do Syriza"
Notícias ao Minuto

09:48 - 05/02/15 por Notícias Ao Minuto 

Política Nuno Melo

Não nos deixemos levar pelo entusiasmo grego, e julgar que também Portugal se reflete na Grécia do Syriza. É esta a mensagem que Nuno Melo, eurodeputado do CDS, deixa esta qunta-feira num artigo que assina no Diário Económico.

É certo que os novos movimentos anti-troika a que se assiste na Grécia, e também em Espanha com o Podemos, são motivadores, mas há que saber separar as coisas, esclarece o centrista. Se é certo que “os dois países foram avaliados a par em 2011”, a partir daí o caminho que seguiram torna-os bastante distintos.

Ora vejamos. Portugal só teve um resgate, e saiu sob a alçada da troika a 17 de maio de 2014. Possui uma taxa de desemprego de 13,9%, juros a 10 anos a 2,38% e uma dívida pública de 131,3%.

E a Grécia? Teve dois resgates, ainda está sob o olhar e as regras da troika, tem uma taxa de desemprego de 25,8% ; juros a 8,38% e uma dívida pública de 174,2%. Além disso, Nuno Melo acrescenta que “Portugal não teve qualquer perdão de dívida”, ao contrário do país agora liderado por Alexis Tsipras.

“É certo que tal qual os gregos do Syriza, também dizemos que o tempo da Troika acabou e não nos vergaremos mais as exigências dos credores”, escreve, mas “dizemo-lo porque cumprimos. Não porque não queiramos pagar”.

Assim, defende: “Felizmente Portugal não é a Grécia do Syriza” e "dizer o contrário não ajuda a Grécia, mas prejudica Portugal".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório