"O dinheiro que dão aos eurodeputados é chocante"

Marinho e Pinto, em conversa com o jornal i, denunciou o dinheiro que é dado aos eurodeputados, no Parlamento Europeu, chegando mesmo a afirmar que se vive uma situação "aberrante", pois está a gastar-se o dinheiro dos contribuintes.

© DR
Política Marinho e Pinto

“Não há queixas de natureza financeira. O dinheiro que disponibilizam para os deputados é chocante”, afirma o antigo bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho e Pinto.

PUB

O atual cabeça-de-lista do Partido da Terra (MPT) revela que é demasiado dinheiro e para “os deputados oriundos de países como o meu, onde parte do povo pede esmolas e pessoas não saem porque não têm onde trabalhar, chegar e ver as disponibilidades financeiras... há qualquer coisa de errado”, denuncia.

Relativamente à realidade entre Bruxelas e os restantes países, Marinho e Pinto afirma que “representa um povo que foi esmifrado até ao tutano nos últimos três anos. Um povo a quem praticamente arrancaram as tripas para pagar défices". "Sinto-me mal num ambiente daqueles”, assegura.

Ainda sobre as despesas em Bruxelas, Marinho e Pinto considera que se “gastam milhões de euros para satisfazer o capricho de um Estado-Membro. É aberrante. É gastar dinheiro que não é dos deputados, é dos contribuintes”.

Sobre uma possibilidade de voltar a Portugal e participar na corrida às próximas legislativas, o antigo bastonário deixa tudo em aberto. “Para o ano há eleições e o MPT vai concorrer e vamos disputá-las. Se for preciso poderei deixar Bruxelas e vir para Portugal”, avança.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser