Milhares de portugueses beberam água com fezes

Ao longo de um ano foram mais de 281 mil os portugueses que ingeriram água da torneira com níveis de resíduos de fezes superiores àqueles que são permitidos por lei, adianta a edição deste domingo do Diário de Notícias. Os dados constam do último relatório da entidade que regula a água, a ERSAR.

© DR
País Análise

A partir de documentos da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Saneamento (ERSAR), o Diário de Notícias escreve hoje que foram mais de 281 mil os portugueses que consumiram, durante um ano, água da torneira com níveis de resíduos de fezes superiores aos permitidos por lei.

PUB

Ao mesmo tempo, do universo total, uma amostra de 121.587 pessoas ingeriu água com níveis da bactéria E.coli que excediam também os limites legais.

O engenheiro ambiental e membro do Conselho Nacional da Água, Francisco Ferreira, esclarece, em declarações ao Diário de Notícias, que o consumo de água com excesso de bactérias coliformes "não significa que [as pessoas] fiquem doentes, mas é um factor de risco e pode provocar gastroenterites, diarreias e patologias do género".

Ao todo, saliente-se, foram 139 os concelhos do País em que estas irregularidades foram verificadas, com especial incidência nas pequenas povoações.

Os dados dizem respeito ao ano de 2011.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser