Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2017
Tempo
25º
MIN 25º MÁX 25º

Edição

Plano que prevê retirada da calçada portuguesa gera polémica

O Plano de Acessibilidade Pedonal foi aprovado ontem na Assembleia Municipal de Lisboa. A iniciativa prevê a aplicação de 100 medidas, nos próximos três anos, para facilitar a mobilidade na capital do país. No entanto, uma das medidas está a gerar polémica e a Associação de Defesa do Património já garantiu que vai avançar com uma petição para impedir que seja implementada, escreve a TSF.

Plano que prevê retirada da calçada portuguesa gera polémica
Notícias ao Minuto

10:20 - 19/02/14 por Notícias ao Minuto

País Lisboa

Aprovado ontem na Assembleia Municipal de Lisboa, o Plano de Acessibilidade Pedonal prevê a implementação, até 2017, de 100 medidas que facilitem a mobilidade das pessoas na capital. Algumas destas medidas passam pelo aumento de passadeiras, de ciclovias e pelo rebaixamento de alguns passeios.

No entanto, uma das iniciativas está a gerar polémica, já que o plano prevê a substituição da calçada portuguesa em alguns locais da cidade de Lisboa. Para a Associação de Defesa do Património de Lisboa esta medida é inaceitável e, por isso, já anunciaram que vão realizar uma petição para impedir que o pavimento tradicional seja retirado.

Aos microfones da TSF, o vereador dos direitos sociais da autarquia lisboeta, garantiu que a retirada do referido pavimento só será feito nos locais em que a mesma represente um perigo.

“O plano não diz que vamos tirar a calçada toda. [Até porque] nem com o orçamento todo da câmara para os próximos quatro anos seria possível tirar toda a calçada de Lisboa e pôr outros pavimentos”, começou por dizer João Afonso, acrescentando ainda:

“Acho que é a oportunidade de pôr um novo passeio que não seja derrapante e que seja mais regular que a calçada portuguesa”, concluiu.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório