Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2017
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Rohani pede unidade e ajuda para o futuro Presidente iraniano

O Presidente iraniano e candidato eleitoral, Hassan Rohani, pediu hoje ao povo que participe nas eleições presidenciais e que "ajude com unidade e empatia" o candidato que for eleito.

Rohani pede unidade e ajuda para o futuro Presidente iraniano
Notícias ao Minuto

07:55 - 19/05/17 por Lusa

Mundo Eleições

Depois de colocar o seu voto no centro religioso e cultural Hoseiniye Ershad, em Teerão, Rohani afirmou que "a presença massiva [dos cidadãos] nas eleições fortalece o poder nacional e a segurança".

"Qualquer candidato que seja eleito tem de ser ajudado, para que leve a cabo essa grande responsabilidade (...), há que ajudá-lo com unidade, empatia, regozijo e alegria", sublinhou.

Afirmou também que hoje "é um dia muito feliz para o povo do Irão" porque com o seu voto "determina o seu destino, o dos seus filhos e até das próximas gerações".

Por seu lado, o líder supremo do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei, disse, ao votar, que as eleições presidenciais são "extremamente importantes" porque "o destino do país está nas mãos do povo".

Os eleitores do Irão votam hoje para escolherem o seu Presidente, nas primeiras eleições presidenciais desde o acordo nuclear de 2015, disputadas entre o moderado Hassan Rohani e o conservador Ebrahim Raissi.

A eleição é vista como um referendo ao acordo nuclear, no qual o Irão aceitou reduzir as atividades nucleares iranianas em troca do levantamento das sanções económicas.

O impacto económico esperado não foi contudo sentido pela população até ao momento, num país onde a inflação ronda os 10% e o desemprego ultrapassa os 12%.

Rohani, um clérigo moderado eleito presidente em 2013, conseguiu quebrar o isolamento do país e, apoiado por destacados políticos reformadores, é considerado favorito.

Contra ele concorre o conservador Ebrahim Raissi, diretor de uma organização caritativa com participações em várias empresas e considerado próximo do guia supremo, o 'ayatollah' Ali Khamenei.

As presidenciais são disputadas por apenas mais um candidato, o conservador Mostafa Mirsalim, depois das desistências nos últimos dias dos reformadores Mostafa Hashemitaba e Es-Hagh Jahanguiri, que apelaram ao voto em Rohani, e do presidente da câmara de Teerão conservador, Bagher Qhalibaf, que pediu o voto em Raissi.

Se nenhum dos candidatos obtiver mais de 50% dos votos, os dois mais votados disputam uma segunda volta dentro de uma semana.

Cerca de 56 milhões de eleitores estão convocados para as eleições, 2,5 milhões dos quais votam no estrangeiro.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório