Meteorologia

  • 22 JULHO 2017
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 22º

Edição

Levou cadáver da filha para autocarro e encenou morte da bebé

Bebé de 16 meses estava morta há horas quando progenitora entrou num autocarro com o cadáver e encenou a morte da criança.

Notícias ao Minuto

21:58 - 21/04/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo Londres

Uma mulher britânica de 25 anos entrou num autocarro com o filho bebé morto ao colo e fez os passageiros acreditarem que a menina tinha acabado de falecer. De acordo com o Mirror, os passageiros ainda tentaram reanimar a bebé, de 16 meses, não desconfiando das verdadeiras intenções da progenitora.

O caso aconteceu em setembro do ano passado mas os contornos do mesmo só agora são conhecidos.

A bebé já tinha sucumbido a uma fratura do crânio e múltiplas lesões cerebrais horas antes, mas as câmaras de videovigilância mostram a suspeita, Rosaline Baker, a sair de um loja de conveniência e a entrar no autocarro, despedindo-se do companheiro com um beijo.

As imagens mostram que Baker esteve cerca de 20 minutos a mexer no telemóvel antes de dar o falso alarme de que a filha tinha morrido. Enquanto os passageiros tentavam, em pânico, reanimar a criança, esta permaneceu “fria e tranquila”, continuando agarrada ao telemóvel.

As autoridades britânicas indicaram que a criança terá sido alvo de tortura nas últimas horas de vida, tendo o casal engendrado uma situação para se desresponsabilizar da sua morte.

Tanto Baker como o namorado, Jeffey Wiltshire, de 52 anos, foram considerados culpados por provocar e permitir a morte da criança, embora tenham sido ilibados da autoria do crime de homicídio. Agora arriscam uma pena de até 14 anos de prisão.

Campo obrigatório