Meteorologia

  • 29 JUNHO 2017
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Supremo dos EUA rejeita retirar acusação de corrupção contra senador

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos rejeitou na segunda-feira retirar as acusações por corrupção que pendem contra o senador democrata de origem cubana Robert Menéndez, abrindo caminho ao início do seu julgamento nos próximos meses.

Supremo dos EUA rejeita retirar acusação de corrupção contra senador
Notícias ao Minuto

07:08 - 21/03/17 por Lusa

Mundo Menéndez

Em comunicado, o advogado de Menéndez, Abbe Lowell, manifestou-se "dececionado" com a decisão dos magistrados do Supremo, mas também confiante de que "será dada razão" ao seu cliente uma vez que tenha oportunidade de se explicar durante o julgamento.

Menéndez terá alegadamente ajudado Salomon Melgen, oftalmologista e empresário dominicano residente no estado norte-americano da Florida, nomeadamente numa disputa sobre pagamentos relacionados com os serviços de saúde, estando acusado de ter exercido influência junto de poderes públicos para ajudar os interesses pessoais e financeiros do amigo.

Segundo o Departamento de Justiça, que apresentou a acusação contra Menéndez em 2015, o senador democrata terá aceitado de Melgen vantagens no valor de mais de um milhão de dólares (928.000 euros).

Tanto Menéndez como Melgen foram acusados de conspiração, suborno e fraude e ambos declararam-se não culpados.

Menéndez foi presidente da comissão dos Negócios Estrangeiros do Senado norte-americano entre 2013 e 2015 e um ator chave na política dos Estados Unidos relativamente ao Irão e a Cuba, em oposição à estratégia do ex-presidente Barack Obama nos dois países.

Menéndez, de 63 anos, foi eleito pela primeira vez no Congresso em 1992, é senador desde 2006 pelo estado de Nova Jersey e tornou-se um dos líderes hispânicos mais influentes no Capitólio.

Campo obrigatório