Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2017
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 12º

Edição

Pelo menos dois mortos e vários feridos em motim em prisão da Guatemala

Pelo menos dois seguranças morreram e várias pessoas ficaram feridas num motim ocorrido no domingo numa prisão, nos arredores da capital da Guatemala, informou a polícia.

Pelo menos dois mortos e vários feridos em motim em prisão da Guatemala
Notícias ao Minuto

06:10 - 20/03/17 por Lusa

Mundo Ataque

A polícia civil da Guatemala confirmou a morte dos dois seguranças do estabelecimento, que acolhe jovens e adultos, localizado em San Jose Pinula, a cerca de 20 quilómetros a leste da capital.

As mesmas fontes acrescentaram que os reclusos também incendiaram parte da prisão e a polícia respondeu com granadas de gás lacrimogéneo.

Bombeiros voluntários indicaram, aos meios de comunicação locais, que os seguranças foram espancados, embora a causa da morte ainda não tenha sido determinada.

A polícia civil indicou que no interior do centro estatal se encontram 47 jovens de um grupo delinquente, dos quais 26 se amotinaram, reivindicando a presença da Procuradoria de Direitos Humanos e da Procuradoria-Geral, bem como de juízes.

Durante o motim, os jovens, além de terem incendiado uma das alas do estabelecimento prisional, também tomaram como reféns os sete guardas, que foram agredidos.

Alguns tentaram ainda evadir-se do centro, mas foram travados por agentes antimotim, que lançaram gás lacrimogéneo, impedindo-os de deixar o perímetro.

A Cruz Vermelha da Guatemala também foi para o local, onde se encontram dezenas de agentes da polícia nacional civil.

Os bombeiros confirmaram a morte de duas pessoas e várias, incluindo internos menores, foram atendidos nas imediações por golpes, intoxicação com o gás lacrimogéneo e crises nervosas.

As autoridades continuam sem conseguir recuperar o controlo do centro, cujos internos pedem, entre outras coisas, a transferência de vários "amigos" e "companheiros" que se encontram noutros estabelecimentos correcionais.

O incidente teve lugar duas semanas depois de um protesto num centro estatal de acolhimento de menores ter resultado num incêndio que matou 40 raparigas.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório