Poroshenko sem "expectativas muito elevadas" quanto a Cimeira de Berlim

O Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, disse hoje não ter "expectativas muito elevadas" em relação à reunião de quarta-feira em Berlim entre a Ucrânia, Alemanha, França e Rússia para discutir os esforços de paz no seu país.

© Getty Images
Mundo Ucrânia

"Não tenhamos expectativas muito elevadas quanto a esta reunião", disse Poroshenko numa conferência de imprensa conjunta com a primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, em Oslo.

PUB

"Se estou suficientemente otimista? Sim, estou muito otimista quanto ao futuro da Ucrânia, mas infelizmente não tão otimista sobre a reunião de amanhã", quarta-feira, disse.

"Mas gostaria muito de estar enganado", acrescentou.

A reunião entre Poroshenko, os homólogos russo, Vladimir Putin, e francês, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, foi oficialmente convocada para "avaliar a implementação" do acordo de Minsk, em vigor há três anos.

O último destes encontros de alto nível realizou-se a 2 de outubro de 2015 em Paris.

O Presidente ucraniano, que acusa a Rússia de violar repetidamente o acordo no leste da Ucrânia, disse ainda que "a paz na Europa depende exclusivamente de Putin".

A Ucrânia é palco há mais de dois anos de um conflito armado que opõe as Forças Armadas a separatistas pró-russos, que afirma serem militarmente apoiados pela Rússia, o que Moscovo nega.

Desde o início, em abril de 2014, o conflito já fez mais de 9.600 mortos.

Apesar da instauração de várias tréguas, confrontos opõem regularmente as partes em conflito ao longo da linha da frente.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser