Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Centenas de milhares de uruguaios têm português como língua materna

Centenas de milhares de uruguaios do norte do país possuem o português como a língua materna, passada de pai para filho, semelhante ao idioma falado na zona rural do sul brasileiro, mas com influência de palavras em espanhol.

Centenas de milhares de uruguaios têm português como língua materna
Notícias ao Minuto

12:35 - 29/08/15 por Lusa

Mundo Idioma

O chamado Dialeto Português do Uruguai (DPU) é falado por cerca de 15% da população uruguaia, segundo Juan Pedro Mir, diretor de Educação do Ministério da Educação e Cultura do país - o Uruguai possui cerca de 3,5 milhões de habitantes.

Estudiosa do tema, Ana Maria Carvalho, diretora do Programa de Língua Portuguesa da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, realçou que o português uruguaio é um idioma oral, com origem no português rural, e concordâncias verbais e nominais variáveis.

"O português é mais língua de casa, do bairro, da rua. O espanhol é a língua do banco, das instituições", afirmou a professora à Lusa.

Algumas palavras, como as utilizadas na escola, incluindo "maestra" (professora), e os dias da semana, são ditas em espanhol, por exemplo.

A pronúncia, entretanto, depende do estrato social, de acordo com a pesquisadora. A classe média, afirmou, usa menos empréstimos de palavras do espanhol e um português mais parecido ao brasileiro. Já nas regiões mais humildes e rurais, as concordâncias variam (com 'semo' no lugar de 'somos', e 'muié' como 'mulher').

Ana Maria Carvalho, que morou seis meses na fronteira entre Uruguai e Brasil para estudar o tema, explicou que o norte do território uruguaio atual ficou despovoado na colonização espanhola. Com isso, brasileiros e portugueses ocuparam a região.

No final do século XIX, com a reconquista da região, foram implantadas medidas para aplicar a língua espanhola. "Houve a chegada de imigrantes da Andaluzia [Espanha] e a obrigatoriedade do espanhol nas escolas públicas", afirmou.

Juan Pedro Mir, diretor de Educação do Uruguai, afirmou que o português uruguaio era visto com preconceito, vinculado aos setores mais pobres. Entretanto, desde 2008, o português é reconhecido como uma língua materna no Uruguai.

"Reconhecer a variedade linguística é parte do reconhecimento dos direitos civis", afirmou. Hoje há escolas bilingues no norte do país, mas o português ensinado é o padrão, não o regional que, como idioma oral, não possui uma grafia oficial.

O português uruguaio, segundo Ana Maria Carvalho, não pode ser confundido com o conhecido 'portunhol' da extensa fronteira entre Brasil e outros países de língua oficial espanhola. Nesses locais, há poucos indivíduos bilingues, a maioria fala apenas o idioma oficial de seu país, mas muitos entendem tanto o português como o espanhol por razões práticas de convivência.

Já no norte do Uruguai, incluindo as cidades de Rivera e Artigas, o bilinguismo é "social", segundo a pesquisadora, com o castelhano ensinado nas escolas e um português de herança com estrutura gramatical do idioma de Camões, compreensível por outros falantes da língua no Brasil ou em Portugal, e incompreensível para um falante exclusivo de espanhol.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório