Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2018
Tempo
MIN 1º MÁX 6º

Edição

Deixe de tomar a pílula e seja mais feliz

A opinião é da especialista Julie Holland que escreveu um livro sobre o assunto.

Deixe de tomar a pílula e seja mais feliz
Notícias ao Minuto

18:33 - 09/03/15 por Notícias Ao Minuto

Mundo Livro

A médica Julie Holland explica no livro ‘Moody Bitches’ que a pílula, bem como outros medicamentos, afeta a forma como as mulheres vivem a vida.

“As mulheres são criadas para serem dinâmicas, cíclicas e temperamentais”, sublinha, acrescentando que “o problema não é a emotividade das mulheres, o problema é que elas são persuadidas a medicarem a sua emotividade”.

E exemplifica com o caso dos antidepressivos que são “esmagadoramente dirigidos às mulheres”. Para Julie Holland a sociedade tem de perceber que os ‘maus-humores’ das mulheres são mais do que meras mudanças de humor, são “sinais” que o corpo envia para que a mulher se aperceba de que algo está mal.

“São estes humores que nos dizem que precisamos de dormir mais, de mudar os hábitos alimentares, de mudar o nosso estilo de vida ou até de que precisamos de procurar outro tipo de companheiro”, explica.

“Tomar a pílula afeta a forma como as mulheres processam as feromonas ao ponto de alterar compatibilidades genéticas”, o que pode mudar o tipo de homem por quem uma mulher se sente atraída, já para não falar que os “métodos contracetivos orais podem reduzir o desejo sexual".

E porque as mulheres que tomam medicamentos experienciam um encontro amoroso de outra maneira quando comparadas com as mulheres que evitam os fármacos, a especialista aconselha as mulheres a serem o mais natural possível e a evitarem medicamentos para que vivam intensamente as ‘manias’ dos respetivos organismos.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório