Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Comboios suburbanos transportam mais de 12 mil passageiros

Os Caminhos de Ferro de Luanda (CFL) estão a transportar diariamente mais de 12.000 passageiros nos serviços suburbanos da capital, segundo dados da administração daquela empresa pública angolana.

Comboios suburbanos transportam mais de 12 mil passageiros
Notícias ao Minuto

15:20 - 28/07/14 por Lusa

Mundo Luanda

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da empresa, Celso Rosas, a média diária daquele serviço ronda "doze a treze mil passageiros" transportados todos os dias.

"Havendo dias em que atingimos a cifra dos 14.000", sublinhou o administrador, em declarações à rádio pública angolana.

Os utentes dos comboios da CFL pagam bilhetes de 30 kwanzas (0,23 euros) no comboio suburbano ou 200 kwanzas (1,54 euros) no comboio expresso.

Entretanto, segundo Celso Rosas, a empresa vai voltar a operar com duas das quatro locomotivas enviadas para reparação na África do Sul.

"A nossa grande aposta é, sobretudo, continuar a transportar as nossas populações, ao nível da zona suburbanos de Luanda, isto é de Luanda até Catete, com muita segurança", explicou o administrador.

Além de consolidar o transporte de passageiros na região suburbana, a administração pretende captar, na atual linha, novos destinos de mercadorias a partir do porto comercial de Luanda.

A zona de exploração da empresa inclui as estações da Textang, Bungo, porto de Luanda, Dondo e Malanje.

O programa de reabilitação, modernização e ampliação dos Caminhos de Ferro de Luanda - que atravessa as províncias de Luanda, Cuanza Norte e Malanje - iniciou-se em fevereiro de 2005, com as obras de reconstrução a cargo das empreiteiras chinesas CR-20 e CIMEK-TEC.

A reabilitação da linha férrea Luanda/Malanje orçou em 60 mil milhões de kwanzas (cerca de 460 milhões de euros) e compreendeu a aquisição de carris, locomotivas, carruagens, construção de estações e subestações e ainda ações de formação profissional dos trabalhadores.

Em meados de 2012, a recuperação da linha férrea avançou para permitir a entrada ao serviço das operações de longo curso para as cidades do Dondo, Ndalatando e Malanje.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório