Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Denunciada máquina industrial de Assad para "moer pessoas"

Um relatório, elaborado por um antigo polícia sírio, considerado um especialista credível e cujo trabalho era fotografar detidos mortos alegadamente pelo regime sírio, foi agora dado a conhecer e revela informações chocantes. As cerca de 27 mil fotografias evidenciam uma matança a larga escala, descrita por três ex-procuradores de tribunais internacionais de crimes de guerra como uma “máquina industrial para moer pessoas” comparada ao Holocausto.

Denunciada máquina industrial de Assad para "moer pessoas"
Notícias ao Minuto

11:33 - 21/01/14 por Notícias Ao Minuto

Mundo Síria

O jornal The Guardian e a televisão CNN revelaram o relatório de um antigo polícia sírio, cuja função era fotografar detidos mortos alegadamente pelo regime sírio de Bashar al-Assad. Em causa pode estar a execução de, pelo menos, 11 mil presos mas as quase 27 mil fotografias mostram uma realidade chocante.

Nelas há sinais de cordas à volta de pescoços, de estômagos, rostos e pernas, muitas nódoas negras, manchas de sangue e sinais de ferimentos profundos. À CNN, o patologista forense Stuart Hamilton salienta que é possível “ver com muita nitidez, rasgos e perdas de massa muscular”.

“Não se trata de alguém magro que passava fome por causa da guerra. É mesmo de alguém que foi morto à fome”, esclarece o especialista sobre as fotografias, cujo destino poderá agora ser a barra dos tribunais, onde poderão ser aceites como prova de crimes do regime sírio contra a humanidade.

O relatório, elaborado pelo antigo polícia sírio é considera “credível” e “essencialmente verdadeiro” pelos peritos. Talvez por isso, o mesmo que se apresenta com o nome de código ‘Cesar’, tenha fugido do território sírio.

As imagens são de tal maneira chocantes que, em declarações à CNN, Desmond de Silva, antigo procurador no tribunal especial que julgou os crimes de guerra na Serra Leoa, compara o caso aos sobreviventes do Holocausto.

No mesmo sentido, a equipa de advogados e procuradores, a quem ‘Cesar’ entregou o relatório, define o que viu como uma “máquina industrial para moer pessoas”.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório