Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2017
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Preço médio do metro quadrado em Macau desceu ligeiramente

O preço médio do metro quadrado das casas em Macau atingiu 81.769 patacas (9.288 euros), traduzindo uma diminuição ligeira face ao período homólogo do ano passado, indicam dados oficiais divulgados na segunda-feira.

Preço médio do metro quadrado em Macau desceu ligeiramente
Notícias ao Minuto

10:55 - 18/10/16 por Lusa

Economia Dados oficiais

Estatísticas disponibilizadas no portal dos Serviços de Finanças respeitantes às transações de imóveis destinados a habitação que foram declaradas para liquidação do imposto de selo, indicam que o preço médio do metro quadrado sofreu uma descida de 2,1% em termos anuais e de 1,2% em termos mensais.

Com efeito, o número de frações transacionadas registou uma subida de 49,8% face a igual mês do ano passado - com 934 casas vendidas contra 466 - refletindo ainda um crescimento face a agosto, mês em que foram transacionadas 745.

Das três áreas de Macau, a península foi a única que registou uma queda do preço médio do metro quadrado -- o valor caiu de 80.993 para 77.432 patacas (de 9.199 para 8.795 euros) -- e aquela onde se verificou o maior número de transmissões (728 contra 372 em setembro de 2015).

O preço das casas manteve-se em alta na ilha de Coloane, com o valor médio a atingir 106.803 patacas (12.131 euros), o mais elevado das três zonas, onde foram vendidas em setembro apenas 21 frações (menos três relativamente a 2015).

Já na ilha da Taipa, aumentaram, em termos anuais homólogos, tanto os preços das casas (de 87.950 para 89.963 patacas ou de 9.900 para 10.218 euros) como o número de vendas (de 70 para 185).

Desde a liberalização de facto do jogo em Macau, ocorrida em 2004, com a abertura do primeiro casino fora do universo do magnata Stanley Ho, o setor imobiliário tem estado sempre em alta.

No entanto, os preços começaram a cair no início de 2015, registando desde então flutuações.

O preço médio do metro quadrado das casas em Macau caiu 13% no cômputo do ano passado face a 2014.

O acesso à habitação, devido aos preços elevados, é um dos maiores motivos de queixa da população de Macau.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório