Meteorologia

  • 25 MAIO 2018
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Bahamas, Brunei e Coreia do Norte lideram aumento de exportações portuguesas

As Bahamas, o Brunei e a Coreia do Norte foram os três mercados fora da União Europeia (UE) cujas exportações de Portugal mais cresceram em 2014 em relação a 2010, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Bahamas, Brunei e Coreia do Norte lideram aumento de exportações portuguesas
Notícias ao Minuto

09:10 - 03/11/15 por Lusa

Economia INE

Olhando para o comércio internacional de Portugal com os países fora da UE nos últimos quatro anos, é possível verificar que as exportações aumentaram exponencialmente para alguns países.

No caso das Bahamas, que foi o mercado em que as exportações portuguesas mais cresceram, o aumento foi de 47,9% entre 2010 e 2014, atingindo os 73.029.380 euros, dos quais 71.211.081 dizem respeito a gasolinas.

As exportações para o Brunei apresentaram um crescimento muito expressivo, de 28%, tendo atingido os 3.626.902 euros no final do ano passado, dos quais 2.819.369 euros são relativos a automóveis de passageiros.

Portugal exportou 251.408 euros para a Coreia do Norte em 2014, um aumento de 5,2% face a 2010, tendo sido os bens mais exportados os desperdícios e resíduos de cobre (239.468 euros).

Também as exportações portuguesas com destino ao Camboja e ao Belize dispararam entre 2010 e 2014, tendo crescido 3,8% para os 1.322.173 euros e 2,5% para os 271.854 milhões de euros, respetivamente.

Por bens, as exportações para o Camboja são relativas sobretudo a máquinas e aparelhos para impressão de materiais têxteis (388.129 euros) e as que se destinaram ao Belize foram essencialmente barcos e iates à vela (259.981 euros).

Do lado das importações, os mercados extra-UE que mais cresceram foram o do Iraque, o do Sudão e o das Maldivas, com crescimentos de 263.425%, de 39,2% e de 20,1%, respetivamente.

As importações de Portugal ao Iraque ascenderam aos 135.320.570 euros em 2014, sendo a grande maioria (134.014.046 euros) relativa a óleos brutos de petróleo ou de materiais betuminosos.

Quanto ao Sudão, do total de 12.037.186 euros que Portugal importou a este país no ano passado, 11.875.233 euros foram para comprar açúcares de cana.

Já relativamente às importações feitas às Maldivas, a maioria foi para comprar peixes ornamentais do mar vivos, tendo as importações desta categoria de bens ascendido a 35.309 euros do total de 37.697 euros que Portugal importou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.